DEBATE

Humberto Costa critica reforma trabalhista proposta pelo governo Temer

O representante da Fiepe, Erico Furtado, e o advogado Marcos Alencar também participaram do debate

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 15/08/2016 às 13:03
Leitura:
Foto: Acervo JC Imagem

O senador pelo PT, Humberto Costa, foi o convidado do Debate da Super Manhã desta segunda-feira (15). Ele falou sobre as medidas trabalhista que o governo interino de Michel Temer propõe. O representante da Fiepe, Erico Furtado, e o advogado Marcos Alencar também participaram do debate.

Segundo o senador, o ponto mais importante do pacote de medidas passa, principalmente, pela questão de criar uma flexibilização na negociação entre patrões e empregados. “Há hoje na legislação brasileira uma série de direitos que são garantidos, ou pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) ou pela própria constituição, e com a aprovação de uma medida como essa prevaleceria o negociado sobre o legislado”, comentou. “Uma determinada categoria pode abrir mão de um direito seu garantido pela CLT durante uma negociação trabalhistas”, completou.

De acordo com a avaliação de Humberto, isso fortalece as categorias que já são mais fortes. Humberto Costa falou ainda sobre uma mudança na carga horária de trabalho.

Erico Furtado defendeu o empresariado e as mudanças nas leis trabalhistas. “O que o empresariado quer é o direito de negociar livremente sem amarras”, disse. “Não queremos tirar direito nenhum”, destacou.

A mesa comentou ainda sobre previdência social e outras reformas trabalhistas.

Confira os detalhes no debate completo:

Mais Lidas