VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

No Recife, Maria da Penha diz que lei ainda precisa de avanços

A farmacêutica Maria da Penha, que foi vítima de violência doméstica, foi homenageada nos 194 anos do TJPE

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 15/08/2016 às 16:40
Leitura:
Foto: Clarissa Siqueira/ Rádio Jornal

No ano em que a Lei Maria da Penha completa uma década, a farmacêutica cearense Maria da Penha Maia Fernandes, referência na luta contra a violência doméstica, recebeu no Recife a tradicional homenagem oferecida nos aniversários do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE).

Completando 194 anos, o TJPE realiza também até sexta-feira (19) a 5ª Semana Nacional de Justiça pela Paz em Casa, evento inspirado na história da maria da penha. O mutirão prioriza audiências e julgamentos de processos em que mulheres são vítimas de crimes. Na lista, estão dez varas na capital pernambucana, Olinda, Jaboatão, Cabo, Camarabibe, Caruaru e Petrolina.

A repórter Clarissa Siqueira tem os detalhes:

Diante de tantas histórias inspiradas nela, Maria da Penha comentou que políticas públicas voltadas para esta pauta e educação sobre o assunto desde o ensino fundamental são importantes iniciativas no combate aos crimes contra a mulher.

Mais Lidas