MORTES NO TRÂNSITO

Número de mortes no trânsito do Recife é quase 6 vezes o aceitável

De acordo com os organizadores da campanha Basta de mortes no trânsito, o índice é de 34,6 mortes por 100 mil habitantes. Número ideal é de 6 mortes por 100 mil habitantes.

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 15/08/2016 às 8:20
Leitura:
Foto: Clarissa Siqueira/Rádio Jornal


O gradil da Avenida Conde da Boa Vista amanheceu comerto por cruzes e coroa de flores nesta segunda-feira (15). O ato promovido é pela Associação Metropolitana de Ciclistas do Grande Recife (Ameciclo) com intuito de cobrar do poder público uma ação eficaz para combater os acidentes de trânsito.

De acordo com a Ameciclo, 560 pessoas morreram no trânsito em 2014. A ação também marca o lançamento da campanha Basta de Mortes no? Trânsito realizada pelo Observatório do Recife e Ameciclo, com apoio da Rede Meu Recife, CicloaAção e Frente de Lutas pelo Transporte Público.

A campanha vai até as eleições e pede dos candidatos que se comprometam com a a redução das mortes no trânsito. Saiba mais na reportagem e Clarissa Siqueira:

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), o máximo aceitável é de 6 mortes no trânsito por 100 mil habitantes até 2020. De acordo com a uma das organizadoras do ato, Lígia Lima, no Recife, o índice é de 34,6 mortes por 100 mil habitantes.
A média Brasileira é de 23,4 mortes.

Mais Lidas