PRIVATIZAÇÃO

Campanha aborda problemática da privatização de instituições públicas

A campanha “Se é Público é para Todos” traz esclarecimentos sobre as consequências de privatização de instituições públicas para os brasileiros

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 16/08/2016 às 22:23
Leitura:
Foto: reprodução/intermet

Com o objetivo de envolver os brasileiros e trazer o debate da necessidade de valorização das instituições públicas, a campanha “Se é Público é para Todos” foi lançada na noite desta terça-feira (16) em Pernambuco. O evento aconteceu na sede do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, no centro do Recife.

Confira mais informações no flash do repórter Thales Siqueira:

Em contraponto as medidas de privatização - como os intentos do governo para os bancos do Brasil e do Nordeste - do presidente interino, Michel Temer, a campanha mostra a importância de que os brasileiros não fiquem a mercê da tomada de decisões por parte de instituições privadas na economia nacional que venham afetar diretamente a população.

Evento de abertura da campanha “Se é Público é para Todos”.
Foto: Rádio Jornal.

Representantes do governo Temer defendem constantemente a privatização de empresas públicas. Projetos que precarizam a função social dessas empresas e enfraquecem a representação dos trabalhadores já estão em tramitação no Congresso Nacional. Caso estas instituições venham ser privatizadas, a população em geral e trabalhadores perdem representatividade já o que é privado não e´ para todos.

Presentes

O evento contou com a presença do sociólogo e cientista político Emir Sader, ele tratou sobre a conjuntura nacional e lançou o livro O brasil que Queremos. Também estiveram presentes: o presidente da Confederação Nacional dos trabalhadores do ramo Financeiro da CUT, Roberto von der Osten; a coordenadora do Comitê Nacional em defesa das Empresas Públicas, Rita Serrano, o vice-presidente de Federação Nacional das Associações do pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Clotário Cardoso. Além de lideranças locais.

Mais Lidas