RÁDIO LIVRE

Em comentário, Graça Araújo critica segurança pública de Pernambuco

A comunicadora Graça Araújo disse que Pernambuco parece ter voltado aos anos 90, quado tinha um dos maiores índices de violência no Brasil

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 16/08/2016 às 16:40
Leitura:
Foto: Internet


Na abertura do programa Rádio Livre, desta terça-feira (16), Graça Araújo fez um comentário sobre os recentes casos de violência que têm assustado cada vez mais os pernambucanos. A comunicadora falou sobre o assassinato da menina de 8 anos que morreu após ser baleada em uma troca de tiros, durante uma tentativa de assalto, no Cabo de Santo Agostinho.

A menina Larissa Raquel da Silva foi atingida ainda na manhã desta terça, em frente à escola em que estudava, e faleceu no Hospital da Restauração.
Graça ainda destacou o assassinado de um homem na Avenida Norte e o caso de uma mulher que foi baleada junto com o filho durante uma troca de tiros.

LEIA TAMBÉM

Menina de 8 anos morre em troca de tiros durante assalto no Cabo

Homem assassinado na Av. Norte havia sido preso por assaltos a bancos

Comoção marca sepultamento do adolescente morto por sargento reformado no Ibura

Família pede justiça após morte por atropelamento em Boa Viagem

“Pernambuco parece que voltou aos anos 90 e início dos anos 2000, onde o Estado era um dos líderes da violência no Brasil”, comentou. “O Pacto Pela Vida até que diminuiu os índices de homicídio, mas agora não passa de um programa falido e que vai ficar apenas na história”, completou.
A comunicadora cobra do governador Paulo Câmara resultados eficientes e diz que o sentimento da população é de abandono.

Ela ainda criticou as recentes ações da Polícia Militar, onde pessoas inocentes foram mortas. “Está tudo errado. Falta polícia e onde tem polícia ela não está fazendo o trabalho do jeito que é para fazer”, disse, acrescentando que falta estratégia.

Ouça o editorial completo:

Mais Lidas