RÁDIO LIVRE

Em comentário, Graça Araújo critica segurança pública de Pernambuco

A comunicadora Graça Araújo disse que Pernambuco parece ter voltado aos anos 90, quado tinha um dos maiores índices de violência no Brasil

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 16/08/2016 às 16:40
Leitura:
Foto: Internet


Na abertura do programa Rádio Livre, desta terça-feira (16), Graça Araújo fez um comentário sobre os recentes casos de violência que têm assustado cada vez mais os pernambucanos. A comunicadora falou sobre o assassinato da menina de 8 anos que morreu após ser baleada em uma troca de tiros, durante uma tentativa de assalto, no Cabo de Santo Agostinho.

A menina Larissa Raquel da Silva foi atingida ainda na manhã desta terça, em frente à escola em que estudava, e faleceu no Hospital da Restauração.
Graça ainda destacou o assassinado de um homem na Avenida Norte e o caso de uma mulher que foi baleada junto com o filho durante uma troca de tiros.

LEIA TAMBÉM

Menina de 8 anos morre em troca de tiros durante assalto no Cabo

Homem assassinado na Av. Norte havia sido preso por assaltos a bancos

Comoção marca sepultamento do adolescente morto por sargento reformado no Ibura

Família pede justiça após morte por atropelamento em Boa Viagem

“Pernambuco parece que voltou aos anos 90 e início dos anos 2000, onde o Estado era um dos líderes da violência no Brasil”, comentou. “O Pacto Pela Vida até que diminuiu os índices de homicídio, mas agora não passa de um programa falido e que vai ficar apenas na história”, completou.
A comunicadora cobra do governador Paulo Câmara resultados eficientes e diz que o sentimento da população é de abandono.

Ela ainda criticou as recentes ações da Polícia Militar, onde pessoas inocentes foram mortas. “Está tudo errado. Falta polícia e onde tem polícia ela não está fazendo o trabalho do jeito que é para fazer”, disse, acrescentando que falta estratégia.

Ouça o editorial completo:

Mais Lidas