PERNAMBUCO

Secretário de Planejamento rebate polêmica sobre contas de 2014

O debate da Super Manhã recebeu, nesta terça-feira, a conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Teresa Duere, o secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 16/08/2016 às 12:55
Leitura:
Foto: Rafael Souza/ Rádio Jornal


Gestão na saúde em Pernambuco, terceirização de profissionais e repasses de verbas públicas para as Organizações Sociais (OSs) foram temas discutidos nesta terça-feira (16), no Debate da Super Manhã, com Geraldo Freire. Para discutir o assunto, Teresa Duere, conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni, e o editor de Economia do JC, Saulo Moreira.

O assunto foi baseado no relatório do TCE no final de julho, em que foram aprovadas as contas de Pernambuco de 2014. Apesar disso, o TCE decidiu abrir uma auditoria para investigar terceirização de saúde e crescimento de repasses para as OSs, responsáveis pela administração de nove hospitais, 14 UPAs e nove UPAs Especialidades em Pernambuco.

De acordo com a conselheira do Tribunal de Contas (TCE), Tereza Duere, em três anos houve aumento de repasse de quase R$ 500 mil às unidades. Em relação aos valores repassados, o secretário Márcio Stefanni rebateu comentando que segue a lei orçamentária.

Confira os detalhes no debate:

Mais Lidas