VIOLÊNCIA

Paulo Câmara diz que não está de braços cruzados diante da escalada da violência

Governador comentou a necessidade de reforçar o policiamento para reduzir os assaltos a ônibus e os homicídios no Estado

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 19/08/2016 às 9:21
Leitura:
Foto: Arquivo/JC Imagem


Seja no Grande Recife ou nas cidades do interior, a sensação é de insegurança. O pernambucano não se sente confortável nem dentro da própria casa e já perdeu a confiança de deixar as crianças na escola.

Rotineiramente, são quadrilhas fortemente armadas explodindo caixas eletrônicos e deixando grampos nas estradas nas fugas, são assaltos a ônibus independente de horário, com criminosos com revólver, faca e simulacro de arma. Sem falar das vítimas de bala perdida, dos cidadãos de bem mortos por atropelamento, das mulheres estupradas.

Nesse contexto, o governador Paulo Câmara diz que o estado tem feito todo esforço para combater o mal seja nos ônibus ou outro lugar. “A gente tem uma expectativa de reforçar o policiamento nas áreas onde a violência aumentou. Os resultados precisam vir. Não adianta trabalhar sem os resultados”, diz.

Mais Lidas