CASO CARLINHOS

Polícia emite mandado de prisão preventiva contra pai de menino Carlinhos

O empresário argentino Carlos Attias levou o menino Carlinhos no final do ano passado

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 25/08/2016 às 15:30
Leitura:
Foto: Divulgação


A Polícia Civil expediu nesta quinta-feira (25), um mandado de prisão preventiva contra o pai do menino Carlinhos, de 9 anos, desaparecido desde dezembro do ano passado. Até então, só existia mandado de busca e apreensão do garoto.

A polícia acredita que com o mandado contra o pai eles passem a ser procurados em mais de 170 países com o apoio da Polícia Internacional (Interpol). Desde que Carlinhos foi levado pelo pai, o empresário argentino, Carlos Attias, não se sabe o paradeiro da criança.

O delegado do Grupo de Operações Especiais (GOE), Francisco Océlio, que assumiu o caso no mês passado, explica a importância do mandado contra o pai. "É que antes nós tínhamos somente o mandado de busca e apreensão da criança. O mandado de busca e apreensão ele não tem efetividade uma vez que a criança está sob a guarda do pai. Uma vez que existe um mandado preventivo contra o pai, em qualquer lugar que nós o encontremos, esteja ou não com o filho, nós poderemos prendê-lo", destacou o delegado

A mãe de Carlinhos, a fisioterapeuta Cláudia Budoux, está esperançosa com essa medida da polícia.

Confira os detalhes na reportagem de Juliana Nascimento:

Quem tiver informações sobre o menino Carlinhos ou sobre o pai dele, Carlos Attias, pode entrar em contato com o Disque Denúncia Pernambuco pelo telefone 3421-9595.

RELEMBRE O CASO

O menino foi levado ilegalmente no fim do ano passado pelo pai, o empresário argentino Carlos Attias e, até o momento, não se sabe o paradeiro da criança. A última vez em que foi visto pela família brasileira foi no dia 25 de dezembro de 2015.

O caso voltou à tona após o sumiço da menina Júlia Cavalcanti, de um ano e nove meses. A menina foi levada pelo pai, o engenheiro Janderson Rodrigo Salgado Alencar, em julho deste ano. Após uma procura intensa e o trabalho da Polícia Civil, a garota foi encontra bem, no Estado do Amapá.

Mais Lidas