JUSTIÇA

Suspeito de assassinar ex-membro da Orquestra Criança Cidadã é preso

Moyses Gonçalves de Barros, de 21 anos, foi violinista da Orquestra Criança Cidadã e foi morto a tiros dentro do carro em que estava com o pai no início deste mês

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 26/08/2016 às 15:39
Leitura:
Foto: Reprodução

Já está no Cotel, em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife, um dos homens suspeitos de assassinar Moyses Gonçalves de Barros, de 21 anos, ex-integrante da Orquestra Criança Cidadã.

O suspeito era um amigo de infância da vítima, identificado como Luiz Fernando Siqueira Santos, Nandinho, de 19 anos. Luiz Fernando foi preso nesta sexta-feira (26), na casa do pai, no bairro de Areias, na Zona Norte do Recife, onde estava escondido.

A polícia tenta encontrar agora Geraldo José de Santana, de 19 anos. De acordo com a polícia, ele foi o executor dos tiros que mataram o violinista.

O crime ocorreu no início do mês de agosto. De acordo com o delegado do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, Alfredo Jorge, o crime teria sido motivado por envolvimento com drogas.

O CASO

O músico foi morto a tiros quando seguia de carro com o pai pela comunidade do Coque, onde morava com família. O assassinato aconteceu no dia 1º de agosto. Ele chegou a ser socorrido para a Policlínica Agamenon Magalhães, mas não resistiu aos ferimentos.

Moyses trabalhou na Orquestra Criança Cidadã, mas abandonou o projeto, mesmo com o apelo dos seus orientadores para que não abandonasse o trabalho. Como violinista da orquestra, ele tocou para o papa.

Mais Lidas