VIDA NOVA

Torcedor do Náutico baleado em 2013 recebe alta hospitalar

Lucas Lyra, 23 anos, levou um tiro na cabeça na frente do estádio dos Aflitos após uma briga entre torcedores do Náutico e Sport

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 29/08/2016 às 13:52
Leitura:
Foto: Isabela Dias/Rádio Jornal


Persistência, fé e garra definem o jovem de 23 anos, Lucas Lyra, torcedor do Náutico baleado na cabeça na frente do estádio dos Aflitos no dia 16 de fevereiro de 2013. Lucas recebeu alta médica na manhã desta segunda-feira (29) do Hospital Português.

Lucas Lyra ficou ferido durante uma briga entre as torcidas organizadas do Sport e Náutico. Ele foi atingido por uma bala disparada por um segurança da empresa Pedrosa, que fazia escolta de um ônibus. Agora, Lucas vai continuar o tratamento em casa.

Para o garoto, que foi dado com 1% por cento de chance de sobreviver e perdeu parte dos movimentos do corpo, o que mais importa neste momento é voltar estudar:



A mãe de Lucas, Cristina Lyra, acredita que o filho foi prova de um milagre de Deus. “Muita gratidão pela vida de Lucas e gratidão a todos que participaram desse processo através das orações”, disse Cristina.

A justiça determinou que 90% dos gastos do tratamento sejam pagos pela empresa de ônibus Pedrosa. Lucas vai morar em um imóvel equipado com homecare, equipe profissional e medicamentos à disposição.

O autor do disparo, o segurança José Carlos Feitosa Barreto, segue em liberdade aguardando julgamento da Justiça.

Mais Lidas