JULGAMENTO

Família de jovem Harlynton não aceita acordo com empresa de ônibus

Harlynton morreu após cair de um ônibus, no ano passado. Nesta terça, familiares do estudantes participaram de audiência de instrução e julgamento

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 30/08/2016 às 14:38
Leitura:
Foto: Reprodução/ Facebook


A família do estudante Harlynton Lima dos Santos participou nesta terça-feira (30) de uma audiência de instrução e julgamento, na 30ª Vara Cível, no Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, em Joana Bezerra.

O jovem de 20 anos morreu em junho do ano passado ao cair de um ônibus no Cais de Santa Rita, na área central do Recife.

De acordo com o advogado dos pais de Harlynton, Rodrigo Inojosa, o processo foi movido pela família do jovem contra a empresa de ônibus Vera Cruz. Eles pedem indenização no valor de R$ 800 mil por danos morais e materiais.

Segundo o pai de Harlynton, Jocely dos Santos, os representantes da empresa tentaram um acordo, que não foi aceito pela família.

Isabela Dias tem os detalhes:

Outro processo ainda está em andamento em esfera criminal, que vai decidir se o motorista do ônibus, acusado da morte do estudante, vai ser julgado por homicídio culposo ou doloso.

Além do motorista, José Cândido da Silva, de 62 anos, o cobrador foi acusado de ter mentido em depoimento durante a fase de inquérito policial.

A denúncia do Ministério Público aponta que o universitário morreu depois de cair do coletivo que fazia a linha Imip/Tancredo Neves. De acordo com o relatório, o motorista não abriu a porta e ainda saiu em alta velocidade, causando a queda do rapaz que tentava se pendurar.

A empresa Vera Cruz foi procurada, mas não se posicionou sobre o caso.

Mais Lidas