SENADO

Parte final do julgamento do impeachment ficará para esta quarta-feira

Na manhã desta terça-feira, durante pronunciamento, Janaína Paschoal pediu desculpas à Dilma Rousseff pelo impeachment

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 30/08/2016 às 15:20
Leitura:
Janaína Paschoal pediu desculpas à Dilma Rousseff


A sessão de julgamento do processo de impeachment da presidente DIlma Rousseff, nesta terça-feira (30), foi suspensa por volta das 13h20 e retomada às 14h40.

A parte final do julgamento, de acordo com o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, vai ficar para esta quarta-feira (31). Dependendo do resultado, nesta quarta-feira o Congresso Nacional será convocado para dar posse ao presidente interino Michel Temer. Caso a presidente afastada Dilma Rousseff saia vencedora do processo, ela também já sobe a rampa nesta quarta.

Pela manhã, a professora e advogada Janaína Paschoal disse que este não é um momento para soltar foguetes, para fazer comemorações. Ela disse que neste quinto dia de debates ela está convencida de que Dilma tem responsabilidade por tudo o que ocorreu tanto na questão das pedalas fiscais quanto na edição de decretos sem a autorização do Congresso Nacional.

Janaína pediu desculpas à Dilma Rousseff pelo impeachment e disse que esse é o remédio para sanar danos constitucionais. “Muito embora eu esteja convicta de que estou certa, reconheço que minhas atitudes podem gerar sofrimento para outras pessoas”, disse. “Mesmo estando certa eu peço desculpas. Pedindo desculpas para a senhora presidente da República não por ter feito o que era devido, porque eu não podia me omitir diante de tudo isso. Eu peço desculpas porque eu sei que a situação que ela está vivendo não é fácil”, comentou, segundo o choro, que tomou a atitude pensando nos netos dela. Janaína reconhece o sofrimento vivido pela presidente em julgamento, mas falou que este não era o seu objetivo.

O ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, falou que se Dilma for caçada será a pena de morte política para ela. Ele relembrou o período em que Dilma foi torturada e ironizou as desculpas de Janaína. Cardoso ficou abalado com as palavras da advogada.

O jurista Miguel Reale Junior afirmou que olhando o que Dilma disse ontem, a forma como se dirigiu parece até que ela não sabe o que está falando. Ele disse que o impeachment saiu das ruas, citando as Avenidas Paulista, Copacabana e Boa Viagem.

Romoaldo de Souza tem os detalhes:

Os advogados de defesa e acusação fizeram um acordo. Eles não precisam e não vão usar o tempo da réplica e da tréplica. O que significa, na prática, que o tempo será encurtado um pouco, mas continua com uma série de inscrições. São 66 senadores inscritos.

Mais Lidas