JUSTIÇA

Assassino de Grasielle Calasans é condenado a mais de 27 anos de prisão

Ele foi condenado por matar a ex-companheira, por asfixia, no quarto de um motel em Paulista, em junho de 2014

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 31/08/2016 às 16:38
Leitura:
Fórum de Paulista. Foto: Rafael Carneiro/Rádio Jornal

Vinte e sete anos e nove meses de prisão, está é a pena que Adriano Barbosa da Silva recebeu do Tribunal do Júri da Comarca de Paulista, nesta quarta-feira (31). Ele foi condenado após matar a ex-companheira, Grasielle Pereira Calasans, por asfixia, no quarto de um motel em Paulista, em junho de 2014.

Ouça os detalhes na reportagem de Erick França:

“De fato foi o que se esperava dentro das provas dos altos. Eu acho que se fez justiça no caso”, disse o Promotor de Justiça responsável pelo caso Allison Carvalho. A cantoria Natália Calasans, irmã da vítima se mostrou aliviada com a decisão. “Agora vamos orar muito para que a irmã descanse em paz” disse. Adriano Barbosa da Silva cumprirá a pena em regime fechado no Presídio de Igarassu, na Região Metropolitana do Recife.

Mais Lidas