OLINDA

População da Ilha de Santana cobra políticas em prol dos jovens

Moradores da Ilha de Santana, em Olinda, recebem pela primeira vez as atividades do projeto Rádio do Povo

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 31/08/2016 às 18:03
Leitura:
População tem a oportunidade de denunciar no Rádio do Povo
Foto: Edilson Santana/ Rádio Jornal


Lideranças comunitárias da Ilha de Santana, em Jardim Atlântico, Olinda, estão cobrando do poder público, a realização de projetos sociais na comunidade. Eles acreditam que a medida afastaria os jovens da marginalidade.

Ivanildo Estevão dos Santos Junior defende que essa seria uma saída para combater a ociosidade dos garotos. “A gestão tem que olhar, entender e ver a realidade do dia a dia dos jovens. Nós somos carentes, precisamos de ajuda”, disse.

Segundo Ivanildo, a Secretaria de Políticas Sociais tem que ir ao local para implantar políticas públicas de incentivo aos mais jovens. “A juventude hoje nós estamos perdendo. Dói, é frustrante”, completou.

A denúncia foi feita na passagem do Projeto Rádio do Povo na localidade.

DENÚNCIAS

Apenas um médico para cobrir uma população de cinco mil famílias, falta de material para curativo, farmácia sem medicamentos e suspensão de atendimento quando não tem água. Essa é a realidade da Unidade de Saúde da Família da Ilha de Santana I e II.

Foto: Edilson Santana/ Rádio Jornal

A reclamação é da funcionária pública Rita de Cássia Martins. O aposentado José Pedro da Costa, 65 anos, que foi vítima de um AVC, diz que a outra médica da unidade, doutora Sandra, foi transferida para o posto de Rio Doce comprometendo o atendimento na Unidade de Saúde da Ilha de Santana.

Por conta disso, os moradores precisam madrugar para conseguir agendar uma consulta. Ele recorre ao IMIP para ser acompanhado por um cardiologista e um neurologista.

Mais Lidas