ATO

Moradores de Cajueiro fazem caminhada em pedido de paz

O ato lembra a morte da administradora Amanda Santos, que foi vítima de um latrocínio quando saia de um salão de beleza no bairro de Cajueiro

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 04/09/2016 às 16:37
Leitura:
Foto: Juliana Oliveira/Rádio Jornal


Após o assassinato da administradora Amanda Santos, 25 anos, na noite da última quarta-feira (31), parentes e amigos da vítima realizam um ato neste domingo (4) em pedido de mais segurança no bairro de Cajueiro. Os moradores do bairro se juntaram e, todos vestidos de branco, pedem paz no Estado.

Amanda foi vítima de um latrocínio, que é o roubo seguido de morte, quando saia de um salão de beleza em Cajueiro. Três homens abordaram a moça, que se assustou, tentou sair com o carro, mas foi baleada e morta no local.

Cerca de mil pessoas participam da caminhada, que conta, também, com representantes da Igreja Católica do bairro. Os pais de Amanda integram o ato, mas, muito emocionados, não falaram com a reportagem da Rádio Jornal. Já a moradora do bairro, Maria de Fátima, pediu justiça: “Nós queremos que os responsáveis sejam punidos. Mas também queremos, principalmente, que a paz volte a reinar por aqui”, disse.

Mais Lidas