POLÍTICA

Candidato Edilson Silva diz que prefeito do Recife usa comissionados como cabos eleitorais

Para o deputado, o número de cargos comissionados precisa ser reduzido e a transparências sobre suas funções aprimorada. Deputado disse que é a favor do Uber e contra as PPPs

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 05/09/2016 às 9:35
Leitura:
Foto: Guga Matos/JC Imagem


O deputado estadual pelo Psol, Edilson Silva, foi o quinto candidato à Prefeitura do Recife a ser entrevisatado na série de sabatinas promovida pelo Sistema Jornal do Commercio na Rádio Jornal. Para ele, o próximo prefeito da cidade precisa tratar a regulamentação da empresa Uber na cidade com rigor, garantindo que os funconários possam trabalhar dentro da legalidade.

Para Edilson, também é necessário rever a quantidade de cargos comissionados, que gira em torno de 5.500 funcionários. Para ele, é fundamental que haja transparência dos dados de salários dos servidores ligados à Prefeitura, inclusive o do prefeito, dos horários de expediente e das funções exercidas. "A maioria dos cargos comissionados é cabo eleitoral que eu sei. Eles recebendo dinheiro público para falar bem do prefeito", disse.

Veja e ouça a entrevista completa:

UBER

"Não podemos atentar contra o avanço tecnológico, é como barrar a primavera", diz Edilson sobre Uber. Para ele, é necessário regulamentar e autorizar o funcionamento do aplicativo de carronas pagas. "Não podemos colocar um contigente enorme de trabalhadores na ilegalidade e criar mais um transporte clandestino", completou.

CAMPANHA

De acordo com o deputado, ele não declarou quanto gastou com a campanha eleitoral ainda por que está "fazendo a campanha 'fiado' por causa de um problema criado pelo banco". Edilson pretende gastar R$ 200 mil com a corrida à Prefeitura.

PPP

Edilson Silva foi enfático ao dizer que as ações da Prefeitura do Recife precisam ser realizadas com o dinheiro público, ou pela iniciativa privada, sem que haja meio termo. Sobre as Parcerias Público-Privadas, Edilson afirmou que "é contra a PPP, onde o estado entra com o dinheiro e o empresário só com o lucro. Isso é um assalto aos cofres públicos".

CARGOS COMISSIONADOS

Para Edilson, os cargos comissionados precisam ser revistos e fiscalizados. Atualmente, cerca de 5.500 pessoas trabalham na gestão. "Esse monte de cargo comissionado é de cabos eleitorais que estão nas ruas fazendo propaganda para o prefeito".

TRANSPORTE PÚBLICO

Um das propostas de Edilson é criar ciclofaixas no Recife, que conta com poucas rotas fixas, de acordo com o deputado. Perguntado sobre o recurso e o espaço físico para as obras, Edilson afirmou que deseja "fazer uma gestão colaborativa. Ciclovias fixas dependem da vontade do prefeito".

Sobre a Avenida Conde da Boa Vista, que foi reformada nas gestões do petista João Paulo e do socialista Geraldo Julio, o candidato afirmou que "o que aconteceu na Conde da Boa Vista foi falta de pensamento sistêmico". "Vamos parar um tempo para pensar o que fazer com ela", completou.

Leia também:

"Eu não tenho vergonha do PSB", diz prefeito do Recife, Geraldo Julio, em sabatina na Rádio Jornal

"Geraldo Julio tem medo do povo", diz João Paulo, ex-prefeito do Recife, em sabatina na Rádio Jornal

No Recife, candidato do PSDB à Prefeitura diz que PT e PSB "estão muito misturados"

Candidata do DEM no Recife, Priscila Krause diz que vai regulamentar o Uber

PERFIL DO CANDIDATO

Técnico industrial, esteve à frente do Sindicato dos Ferroviários do Nordeste por duas gestões. Na década de 80, foi dirigente municipal do PT. De 1993 a 1995, dirigiu a Federação Nacional dos Ferroviários. Fundador do PSTU, em 1994, e do Psol, em 2004. Já foi coordenador estadual do Movimento Negro Unificado de Pernambuco (MNU). Disputou cargos para governador de Pernambuco, prefeito e vereador do Recife. Em 2014, venceu sua primeira eleição para deputado estadual.

PRÓXIMO ENTREVISTADO

Nesta terça-feira (6), será a vez do candidato do PCO, Pantaleão, participar da sabatina na Rádio Jornal, das 9h às 9h30. A entrevista pode ser acompanhada na Rádio Jornal ou no www.ne10.com.br/eleicoes2016.

Mais Lidas