FEMINICÍDIO

Motoboy dopava ex-mulher e premeditou crime, diz família da vítima

Conceição da Silva Bezerra foi assassinada na frente da filha de seis anos. Elenildo Félix da Silva comprou uma arma e ameaçava cometer o crime

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 06/09/2016 às 10:57
Leitura:
Reprodução/arquivo pessoal


A família de Conceição da Silva Bezerra, de 37 anos, está desconsolada. A operadora de Telemarketing estava separada Elenildo Félix da Silva, de 48 anos, há três meses, depois de ter passado 12 anos com ele. Conceição foi assassinada pelo ex-marido noite dessa segunda-feira (5), no bairro de Linha do Tiro, Zona Norte do Recife, dentro da casa onde morava.

Conceição foi assassinada com dois tiros na cabeça na frente da filha do casal, de apenas seis anos. De acordo com a família da operadora de Telemarketing, o crime foi premeditado e Conceição já vinha sendo ameaçada pelo ex-marido desde antes da separação. Saiba mais na reportagem de Juliana Oliveira:

A irmã de Conceição, que não quis ser identificada, afirmou que o motoboy havia comprado uma arma ilegamente para matar a ex-mulher. "Num aniversário de um sobrinho, depois da festa acabar, ele botou a arma no colo e disse 'comprei essa arma para matar tua irmã, mas ainda não tive coragem', e teve", lamentou.

Elenildo costumava dopar a esposa durante as festas familiares que iam juntos. Conceição já havia se separado dele, mas o perdoou e ele voltou a dopá-la. Ela chamou a família de Elenildo e afirmou que iria se separar por que não aguentava mais o tratamento agressivo.

Após assassinar Conceição, o motoboy atirou contra o próprio rosto. Elenildo foi encaminhado para o Hospital da Restauração, onde passou por cirurgia. Ele está em estado grave na sala de observação. O enterro do corpo de Conceição será realizado no Cemitério de Santo Amaro, área central do Recife, às 16h30.

FEMINICÍDIO

É uma tipificação do crime de homicídio qualificado. A pena para um crime de homicídio é de 6 a 20 anos. No caso do homicídio, incluindo o feminicídio, a pena vai de 12 a 30 anos. A pena é aumentada em até um terço, se for cometido na frente de menores de 14 anos.

Mais Lidas