AGRESSÃO

“Eu vou acabar com ele”, diz suspeito de agredir João Paulo

Em nota, a assessoria de João Paulo disse que não compactua com essa cultura de ódio e violência e que vai tomar as medidas legais

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 08/09/2016 às 15:52
Leitura:
Foto: Jornal do Commercio


O candidato a prefeito do Recife, João Paulo, do Partido dos Trabalhadores, foi agredido pelo economista Bruno D´Carli, de 71 anos, durante o horário de almoço desta quinta-feira (8) em um restaurante na Zona Sul do Recife.

Em vídeos gravados, o economista se aproxima da mesa onde João Paulo estava e o chama de ladrão e canalha. Em seguida, ele parte para agressão física e acaba atingindo Mucio Magalhães, que é um dos corneadores de campanha do petista.

Tanto o candidato quanto o suspeito estão na Delegacia de Boa Viagem com os respectivos advogados. O Jornal do Commercio conversou com o economista. Veja o vídeo na íntegra:



Em nota, a assessoria de imprensa de João Paulo disse que não compactua com essa cultura de ódio e de violência e que vai tomar as medidas legais.

Ouça outros detalhes na reportagem de Erick França:



POSICIONAMENTOS

Através das redes sociais, outros candidatos à Prefeitura do Recife se posicionaram sobre o caso. Daniel Coelho, do PSDB, disse ser contra a violência e que campanha política se disputa nas ideias e propostas. Ainda segundo o candidato, "é condenável a tentativa de agressão ao candidato João Paulo". O atual prefeito e candidato à reeleição, Geraldo Júlio, do PSB, afirmou que não sabe ainda os detalhes do episódio, mas que é contra qualquer tipo de violência e prestou a solidariedade a João Paulo.

Mais Lidas