DEBATE

“Não comemoro o impeachment no Brasil”, diz Raul Henry

Apesar disso, o vice-governador de Pernambuco disse que o impeachment de Dilma Rousseff foi uma solução política necessária para o Brasil

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 08/09/2016 às 12:21
Leitura:
Foto: Acervo JC


O debate desta quinta-feira (8) da Supermanhã colocou em pauta a mudança de governo. O comunicador Geraldo Freire recebeu o economista e vice-governador pelo PMDB, Raul Henry, e o presidente estadual do PT, Bruno Ribeiro.

Enquanto Raul Henry creditou o processo de afastamento da presidente Dilma Rousseff como como uma solução política para o nosso País, Bruno Ribeiro afirmou que o impeachment foi um regresso: “Na semana passada demos uma perigosa volta ao pior do passado brasileiro”.

Foto: JC Imagem



O vice-governador retrucou e acredita que o Partido dos Trabalhadores fez escolhas erradas. “O nosso entendimento é de que invés do PT aproveitar o momento de prosperidade para fazer política que fossem sustentáveis, terminou fazendo opção pelo populismo”, afirmou.

O presidente estadual do PT não deixou de mencionar os trabalhos realizados pelos presidentes Lula e Dilma. “Quando eles assumiram, o Brasil devia ao Fundo Monetário Internacional (FMI) e, atualmente, é um país livre do ponto de vista das suas reservas internacionais e não deve mais ao FMI. O Brasil mudou, realizou Olimpíada, Copa, incluiu milhões de pessoas”, pontuou.

Ouça o debate na íntegra:



Mais Lidas