VIOLÊNCIA

Em vídeo, suspeito confessa estupro de universitária: "estava drogado"

Wellington da Silva Ferreira disse que se sente arrependido do estupro, diz que estava droga e intenção era "apenas assaltar"

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 15/09/2016 às 9:56
Leitura:


A Polícia Civil apresenta, nesta quinta-feira (15), o flanelinha Wellington da Silva Ferreira, de 29 anos, suspeito de estuprar uma estudante de Medicina, sequestrada no bairro do Parnamirim, Zona Norte do Recife, em agosto. Ao chegar no Departamento de Polícia da Mulher, no bairro do Recife, Wellington confessou o estupro, disse que estava drogado e se arrepende do que fez.

CONFISSÃO

"Eu confesso a estudante, eu estava drogado e me arrependo muito. Peço desculpas a todo mundo e à família dela. Eu fui assaltar, saí durante a manhã pra assaltar por que eu estava sem dinheiro. [Foi premeditado?] Não, foi por acaso. Ela estava no lugar errado, na hora errada. Eu não tinha intenção de estuprar ninguém. Abordei e assaltei. Depois pedi para que ela dirigisse o carro, por que não sei dirigir, até um certo ponto que ala ia me deixar na Antônio Falcão. Naquele momento, como estava drogado, perdia a noção e acabei forçando ela a fazer isso. [Está arrependido?] Muito. Eu quero pagar o que eu fiz com a estudante".

Leia também: Universitária vítima de estupro diz que agressor fez fotos dela
Suspeito de estuprar uma universitária no Parnamirim é preso em Limoeiro
"Não deixem matar meu filho", pede mãe de suspeito de estupro no Parnamirim

RELEMBRE O CASO

Wellington da Silva Ferreira estava procurado em todo Estado pelo estupro de uma estudante de medicina, no dia 16 de agosto. Ele teria abordado a vítima no momento em que ela estacionava o carro próximo à sua casa, no bairro de Parnamirim. Após rendê-la, o homem a obrigou a dirigir até a BR 101. No local, a vítima foi estuprada.

A Secretaria de Defesa Social chegou a oferecer uma recompensa de R$10 mil para quem tivesse informações do suspeito. Segundo a polícia, Wellington é ex-presidiário e já cumpriu pena por tentativa de homicídio.

Mais Lidas