SEM SALÁRIOS

Funcionários do IML ameaçam entrar em greve por tempo indeterminado

Os auxiliares de sala e de rua do IML alegam que estão sem receber salários e benefícios

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 15/09/2016 às 12:28
Leitura:


Na manhã desta quinta-feira (15), os auxiliares de sala e de rua do Instituto de Medicina Legal do Recife (IML), ameaçam paralisar as atividades se não tiverem seus salários pagos. Eles são responsáveis por recolher os corpos das vítimas de homicídios e preparar as necropsias.

Os funcionários reclamam de atrasos de salários, falta de pagamento de férias, benefícios e vale transporte. Na semana passada, uma promessa de que os valores seriam acertados até a última segunda-feira (12) evitou uma paralisação. Como a promessa não fui cumprida, eles resolveram voltar a paralisar as atividades.

Um funcionário que não quis se identificar conversou com o repórter Roberto Carvalho sobre a difilculdade de continuar trabalhando sem receber. "A gente está pedindo carona aos motoristas pra vir trabalhar. A gente está sendo cobrado pelas contas, tendo até que pedir dinheiro a agiota", diz.

Mais Lidas