SEGURANÇA

Botão do Pânico é acionado em Jaboatão e inibe agressão contra mulher

Entregue a 50 mulheres de Jaboatão dos Guararapes, o Botão do Pânico foi acionado por uma mulher que o ex-companheiro descumpriu medida protetiva

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 16/09/2016 às 14:05
Leitura:
Foto: Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes


Em menos de um mês de funcionamento em Jaboatão dos Guararapes, o Botão do Pânico foi acionado pela primeira vez. O equipamento, que foi entregue no dia 26 de agosto a 50 mulheres que estão sob medida protetiva, permite que elas possam acionar a patrulha municipal Maria da Penha por meio do celular, caso estejam sendo agredidas ou se os agressores não cumpram a determinação judicial de afastamento.

Na última quarta-feira, uma mulher e a filha, que não tiverem nome divulgado por sigilo da justiça, acionaram o Botão do Pânico porque o ex-companheiro da vítima descumpriu medida protetiva de 200 metros.

Quando acionado, o botão começa a gravar áudio do momento e as informações são passadas para Central de Monitoramento. De acordo com a Secretaria da Mulher de Jaboatão, Ana Selma, uma guarnição chegou em menos de 15 minutos e evitou uma possível agressão.

A mulher, a filha e o homem foram encaminhados para Delegacia de Prazeres e a polícia ainda vai informar o enquadramento do agressor. No Nordeste, Jaboatão é a primeira cidade a receber o botão do pânico. A medida protetiva ocorre por meio de uma parceria entre Prefeitura de Jaboatão e o Tribunal de Justiça de Pernambuco.

Ouça a reportagem de Juliana Nascimento:

Mais Lidas