VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Em pouco mais de 24 horas, Polícia prende cinco suspeitos de estupro

Em um dos casos, o vigilante Cícero Gilberlandio Pereira dos Santos é suspeito pelo estupro de, pelo menos, cinco mulheres. Em depoimento, Cícero disse que foi "confundido pelas cinco mulheres".

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 16/09/2016 às 10:58
Leitura:
Foto: Divulgação/Polícia Civil


A Polícia Civil apresentou, nesta sexta-feira (16), a prisão de um vigilante suspeito de estuprar pelo menos cinco mulheres na Zona Sul do Recife. Cícero Gilberlandio Pereira dos Santos, 43 anos, estava trabalhando como estufador. Ele foi preso em casa, no bairro da Imbiribeira.

De acordo com a polícia, o suspeito de estuprar mulheres na Zona Sul sempre praticava os crimes próximo a casa dele. Além dos cinco estupros confirmados, a polícia acredita que muitas outras também foram vítimas dele. Em depoimento, Cícero disse que foi "confundido pelas cinco mulheres".

Na Delegacia de Boa Viagem, as cinco mulheres reconheceram Cícero. Outras vítimas denunciaram no Ipsep. O suspeito havia sido preso no dia 1º de agosto, mas não houve flagrante e ele foi liberado.

OUTROS CASOS

Nesta sexta-feira (16), o delegado Joselito Amaral sobre a prisão de um idoso acusado do estupro de um menino de 8 anos em 2011. Mário Eugênio Oliveira Filho, 62, respondia pelo crime de estupro de vulnerável há cinco anos, mas apenas agora foi condenado.

Nessa quinta, a polícia apresentou a prisão de Wellington da Silva Ferreira, suspeito de estuprar uma estudante de medicina no dia 16 de agosto. Ele estava escondido na casa de parentes em Limoeiro.

Em Jaboatão dos Guararapes, Nivaldo Vilar da Silva, foi preso suspeito de cometer quatro estupros na cidade. Segundo o Delegado de Cavaleiro, Felipe Regueira, a prisão aconteceu após denuncia da população, quando ele abordou mais uma vítima.

Um adolescente de 16 anos foi apreendido em San Martin. Ele foi reconhecido por outro adolescente, que foi estuprado no mesmo bairro na última quarta-feira (14).

Mais Lidas