VIOLÊNCIA SEXUAL

Delegacia da Mulher assume caso de estupro no metrô do Recife

Vítima se queixa de mau atendimento na Central de Plantões e busca apoio na Delegacia Especializada da Mulher. Caso será investigado pela delegada Ana Elisa Sobreira.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 21/09/2016 às 21:37
Leitura:
Foto Ilustrativa

A estudante universitária de 21 anos, vítima de estupro no metrô do Recife por dois dias seguidos, foi atendida nesta quarta-feira (23) pela Delegacia Especializada da Mulher de Santo Amaro, região central do Recife. Desolada com o mau atendimento na Central de Plantões, a jovem buscou proteção jurídica na Delegacia da Mulher.

O caso será investigado pela delegada Ana Elisa Sobreira, que também está à frente de outros casos de estupro registrados recentemente na Região Metropolitana do Recife. De acordo com a delegada, inicialmente poderia se pensar em importunação ofensiva ao pudor, mas como a vítima sentiu-se ameaçada e violentada no momento da abordagem, o homem será ouvido como autor de um estupro.

Ouça os detalhes no flash de Caroline Santos:

O suspeito foi identificado como José Ricelio de Araújo Silva, de 39 anos. A delegada responsável pelo caso esclareceu que ele será intimado a ser ouvido na delegacia e, posteriormente, poderá ser indiciado ou não pelo crime de estupro. Este já é o oitavo caso registrado na Região Metropolitana do Recife desde que começou uma onda de estupros na capital pernambucana.

Suspeito de estupro será intimado a prestar depoimento na Delegacia da Mulher. Foto: cortesia

ENTENDA O CASO

Uma universitária de 21 anos foi violentada pelo mesmo homem na estação de metrô da Mangueira, na Zona Oeste do Recife. Na manhã desta quarta-feira (23), a vítima denunciou o caso para funcionários do metrorec.

Os dois foram conduzidos para a Central de Plantões da Capital Pernambucana, que fica no bairro de Campo Grande. Porém, o rapaz foi solto. De acordo com a vítima, o escrivão omitiu informações de seu depoimento. Por este motivo, ela resolveu recorrer à Delegacia da Mulher.

A estudante comentou o fato do suspeito ter sido solto. “Um advogado chegou, levou ele e pronto. Ele ainda saiu com um ar de riso. Por isso que acontece e ainda vai continuar acontecendo porque a justiça é muito falha. Ele teria que realmente me estuprar e deixar na rua pra todo mundo ver?”, argumentou.

ESTUPRO X IMPORTUNAÇÃO OFENSIVA AO PUDOR

Estupro - Constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso.

Importunação ofensiva ao pudor - Compreende situações que causam transtornos e interferem nos bons costumes em lugares públicos.

Mais Lidas