CASO ARTUR EUGÊNIO

Acusados vão depor no segundo dia do julgamento do caso Artur Eugênio

A sessão se inicia às 9h desta quinta (22). A esposa de Artur Eugênio foi uma das testemunhas na sessão desta quarta (21), marcada por emoção

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 22/09/2016 às 8:14
Leitura:
Foto: Rafael Carneiro/Rádio Jornal

O julgamento de dois dos cinco acusados de assassinar o médico Artur Eugênio, em maio de 2014, se iniciou na manhã desta quarta-feira (21). Claudio Amaro Gomes Junior e Lyferson Barbosa da Silva estão sendo julgados no Fórum de Jaboatão dos Guararapes. A sessão se inicia novamente a partir das 9h desta quinta (22), com a exibição de vídeos das testemunhas na audiência de instrução, e posteriormente, o depoimento dos acusados. A expectativa é que a sentença saia até a próxima terça-feira (27).

Na sessão desta quarta-feira (21), foram ouvidas três testemunhas de acusação, uma de defesa e três peritos do Instituto de Criminalística. Duas pessoas convocadas pela defesa foram dispensadas e uma outra não compareceu ao julgamento. Carla Azevedo, viúva de Artur Eugênio, prestou depoimento e reafirmou as desavenças do marido com o acusado de ser o mandante do crime, o cirurgião Claudio Amaro Gomes:

O advogado de Lyferson Barbosa da Silva, Ricardo Menezes, assegura que o cliente é inocente e que tudo será provado no tribunal:

Lyferson Barbosa é acusado de homicídio duplamente qualificado, além de dano qualificado. Já Claudio Amaro Gomes Junior responde por homicídio duplamente qualificado, furto e dano qualificado, junto com comunicação falsa de crime. Os outros dois acusados, Jailson Duarte César e o médio Claudio Amaro Gomes, serão julgados em breve.

A promotora do caso, Dalva Cabral, se mostra confiante com a condenação de todos os envolvidos:

Mais Lidas