ENTREVISTA

"Em 100 dias Ministério da Saúde economizou R$ 1,5 bi", diz ministro

Ricardo Barros conta que valor oriundo de economias na pasta está sendo repassado a Hospitais Filatrópicos, UPAs e compra de medicamentos

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 22/09/2016 às 9:09
Leitura:
Foto: Divulgação


Em entrevista à Primeira Página da Super Manhã com o comunicador Geraldo Freire nesta quinta-feira (22), o Ministro da Saúde Ricardo Barros declarou que os 216 hospitais filantrópicos distribuídos por todo o país, que reclamavam não estar recebendo repasse do Ministério da Saúde há quatro anos, vão voltar a receber verba federal a partir da semana que vem, última de setembro.

De acordo com Ricardo o repasse federal poderá voltar a ser distribuído graças a economias feitas dentro do Ministério, que segundo ele conseguiu reduzir R$ 1,5 bilhão de reais em gastos, por meio de uma reforma interna, revisão de contratos e cargos comissionados. "Estamos conseguindo economias significativas e nosso objetivo é pagar o que o Estado não vinha pagando", resumiu. O valor destinado especificamente aos hospitais filantrópicos será de R$ 371 milhões de reais por mês. Além do repasse a esses hospitais, o valor economizado na pasta está sendo repassado também para UPAs e compra de medicamentos.

Ouça aqui a entrevista do ministro:

Vacinação

O ministro fez ainda uma convocação para adesão à campanha nacional de vacinação que está em andamento, teve início no dia 19 e vai até o dia 30. O próximo sabado (24) é o "Dia D" da vacinação. O Ministério da Saúde orienta que estados e municípios mantenham salas de vacinação em atividade durante o dia inteiro. Pais ou responsáveis devem atualizar a caderneta de crianças e adolescentes.

Mais Lidas