PROTESTO

Protesto por moradia deixa clima tenso entre ativistas e polícia na Avenida Sul

Os ativistas atiraram pedras e os policiais responderam com bombas de efeito moral. Testemunha relata "medo da morte"

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 22/09/2016 às 11:03
Leitura:
Corteria para a Rádio Jornal


Reportagem de Rafael Carneiro

m?Um protesto por moradia promovido pelo Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) interditou por quase uma hora os dois sentidos da Avenida Sul próximo à Rua Imperial, no bairro de São José, no centro do Recife. Houve confronto entre a polícia e os manifestantes e a situação no local ficou tensa. Enquanto os ativistas arremessavam pedras, a polícia respondia com tiros de borracha e bombas de efeito moral.

O repórter Rafael Carneiro acompanhou a movimentação no local. A avenida, que dá acesso ao bairro da Imbiribeira, na Zona Sul do Recife, foi liberada, mas o clima de tensão continua.

O motoqueiro Marco Antônio passava pelo local quando o protesto começou. Ele fiz que os manifestantes estavam com facas e pedras e gritavam palavas de ordem. "Eles só diziam 'aqui não passa ninguém, fora Temer'. Eu senti a morte", disse.

Leia também: Protestos relâmpagos marcam Dia Nacional de Paralisação em Pernambuco

Mais Lidas