ENTREVISTA

Lula: "eu sei que tem gente que me odeia e gente que me ama. O mundo é assim"

Em entrevista exclusiva, ex-presidente disse que ainda torce para Náutico e afirmou que, em caso de fuga, "pediria asilo no País de Garanhuns". Veja os principais destaques da entrevista de Lula

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 23/09/2016 às 9:29
Leitura:
Foto: Fabiano Lopes/Rádio Jornal


O ex-presidente Lula concedeu entrevista exclusiva à Rádio Jornal. Ao todo, foram 27 minutos de entrevista exclusiva com o comunicador Geraldo Freire. A conversa aconteceu no salão de eventos onde o ex-presidente Lula estava hospedado no recife, depois de ter cumprido intensa agenda de campanha com candidatos petistas a prefeituras de cidades pernambucanas.

Veja abaixo os principais destaques da conversa:

PROCURADORES
"Tem um bando de "meninos procuradores" que parece que foram ungidos pra salvar a humanidade. Não venham me dizer que sou contra o Ministério Público".

"Ninguém pode ser julgado por convicção. O juiz tem que ter convicção com base na prova que ele tem. A democracia exige que as pessoas sejam mais responsáveis".

SOBRE SE ENTREGAR

"Eu nunca disse que me entrego. Eu só queria o seguinte: se eles descobrirem algum crime que eu cometi que eu não saiba, eu não quero privilégio da lei".

"Se tem alguém que melhorou a política de combate à corrupção nesse país foi Lula e Dilma. O que precisa é ter um julgamento correto e direito de defesa, isso não tá tendo".

COMO SE SENTE

"Quando a PF foi lá em casa foram levantar o meu colchão como se eu fosse um bandido. A democracia começa a correr perigo quando uma instituição começa a exagerar no seu procedimento".

EIKE

"Eu tive pouca relação com Eike Batista no meu mandato. Ele era tido como o mais bem sucedido empresário brasileiro. Ele era uma figura bajulada... Se ele fez ele cometeu um crime, se ele fez ele paga pelo crime que ele cometeu. Eu não sei se é verdade o que ele falou. Eu não ouvi o Guido ainda".

BOATOS

Perguntado se estaria se preparando pra ir pra Itália, Lula responde: "O único pais do Mmundo que eu pediria asilo era Garanhuns. Isso é uma bobagem imensa... Eu jamais sairia do Brasil".

CANDIDATO

"Não há nenhuma razão pra qualquer condenação. A não ser o boato que existe de evitar que eu seja candidato em 2018".

"Eu não sei se isso vai evitar ou se eles estão me provocando pra ser. Eu sinceramente não sei onde essa gente quer chegar".

"Ontem disse no comício que é importante que as autoridades constituidas sentem e comecem a pensar o querem fazer com o Brasil. Com toda essa insegurança".

OFENSAS

"Chico Buarque de Holanda um dia disse: 'eu pensava que eu era unanimidade. Depois da internet, eu percebi que não'. Então, Geraldo, não se chateie com o que te dizem no teu face"

"A internet é muito boa, mas liberou o demônio que tem dentro das pessoas. O cidadão que agredir tem que ser punido".

"Tenho 70 anos de idade, faço política desde os 19. Já fiz todas as greves que se possa imaginar. Eu sei que tem gente que me odeia e gente que me ama. O mundo é assim. Mas eu acho que tá havendo um retrocesso civilizatório. As pessoas estão intolerantes. é preciso haver convivencia."

TIME

"Ainda sou Náutico".

POBRES

"Eu tinha certeza que se eu ouvisse só os economistas eu não ia ser presidente. Eu criei uma nova classe de consumidores nesse pais. resolvi apostar minhas filhas nos mais pobres. Inserimos na sociedade de consumo pessoas que estavam marginalizadas. Aumentei sempre o salário mínimo e Dilma também. Crescemos o mercado interno e externo".

"Eu queria que o Nordeste fosse igual a São Paulo. Porque só ter doutores lá e aqui não? "

"Eu tenho consciencia do que é preciso fazer nesse país: Na hora que o pobre comprar um danoninho a mais, um chinelinho a mais pra filha... Acabou o problema desse país. O problema é político. Ou essa sociedade volta a consumuir pras empresas voltarem a produzir, ou vai ficar assim".

CRISE

"Eu inclui os pobres brasilieros no orçamento: com financiamento, credito e emprego. Quer resolver essa crise agora? vamos outra vez incluir os pobres"

IMPRENSA
"Eu sou um homem que acredito cegamente na liberdade de expressão. Cada um fala o que quiser e se responsabiliza pelo que fala".

"Moro constriu junto com a Globo e a imprensa brasileira a ideia de que não é possivel condenar ninguém sem ter a imprensa em cima. Eles vazam as noticias todo santo dia. Tem jornalista que trabalha quase que num consórcio com a Policia Federal.

"Antes de provar se é verdade ou não, você vai receber umas cinco ou seis manchetes de jornal. Você já foi condenado".

"O que aconteceu é que uma parte da imprensa brasileira virou partido político. Não tendo oposição pra nos enfrentar, a imprensa virou partido político. O que eu não defendo é a liberdade da mentira. Eu quero que a imprensa seja democrática".

"O que está acontecendo hoje é que as pessoas nao precisam mais ter um julgamento. As manchetes é que condenam as pessoas. Elas não querem nem saber se isso é verdade. A operação de ontem foi "Operação boca de urna". Estamos às vesperas da eleição".

COMUNICAÇÃO

"Eu quero fazer o modelo inglês, americano e alemão pra comunicação no Brasil".

SOBRE GASTOS

"Não é possível alguém dizer que vai melhorar a educação nesse país sem mais dinheiro. A saúde sem costruir hospital e contratar. Que bobagem é essa de cortar gastos?"

TEMER
"Vê se o Temer fala pra esposa dele que vai cortar a mesada da esposa dele?"

MORO
Perguntado sobre o que diria se visse o juiz Sérgio Moro no corredor, ele afirmou que "cumprimentava ele. Ele ta cumprindo o dever dele".

SOBRE FALAR

"Durante muito tempo fiquei sem falar porque a Dilma era presidente, mas agora eu to com vontade de falar. Alguém tem que gritar nesse país, eu não posso admitir que meia duzia de meninos que tiraram diploma de direito se sintam superiores a um homem que tem 71 anos de idade e 49 anos de vida pública".

OFENDIDO

"Eu tô muito ofendido pessoalmente com o que tá acontecendo no Brasil. Jamais imaginei que a gente fosse ter um golpe parlamentar pra destituir uma presidente eleita pelo povo"

GUIDO

"Jamais imaginei assitir uma cena como a de ontem em que a policia vai dentro de um centro cirurgico prender um cidadão. Da forma mais cruel possível levou um cidadçao pra uma prisao temporária".

Mais Lidas