SEQUESTRO

“Temi estupro quando seguíamos para a BR-101”, diz mulher sequestrada

O suspeito foi interceptado por policiais militares ainda na Avenida Caxangá, pouco depois que ele sequestrou a mulher no Barão de Lucena

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 23/09/2016 às 17:29
Leitura:
A polícia encontrou R$ 200, uma faca serra e pertences da vítima com o suspeito
Foto: Erick França/Rádio Jornal

Já está na Central de Plantões do Recife o homem que praticou um sequestro relâmpago contra uma mulher no estacionamento do Hospital Barão de Lucena, no bairro do Iputinga, Zona Oeste do Recife.

Carlos José da Silva, 19, obrigou a vítima a entrar no carro dela e sair do local. No momento da abordagem, a mulher estava falando no telefone com o marido, que é policial militar. Ele ouviu o suspeito abordando a esposa e acionou os colegas de farda.

Carlos obrigou que a vítima sacasse dinheiro na Avenida Caxangá. O drama só teve fim com a interceptação de policiais militares. A mulher, que não quer se identificar, diz que o suspeito se aproximou quando ela baixou os vidros. “Ele percebeu que eu estava sem dinheiro na bolsa e me mandou parar em um banco para sacar R$ 300 para ele”, relatou.

Em seguida, o suspeito pediu para a vítima deixa-lo na BR-101. Nesse momento, a mulher começou a se assustar com a possibilidade de estupro. “Mas, graças a Deus, logo depois a polícia se aproximou e colocou fim no meu pesadelo”, falou.

A prisão do suspeito aconteceu na Avenida Caxangá próximo ao Parque de Exposição do Cordeiro. Ele estava com R$ 200, uma faca serra e pertences da vítima. Segundo a delegada Caroline Lira, responsável pelo inquérito, Carlos José da Silva será autuado em flagrante por roubo qualificado.

Ouça a reportagem de Erick França:

Mais Lidas