DOENÇA

Meningite mata uma detenta do Bom Pastor e deixa outra debilitada

A Secretaria de Saúde do Estado compareceu ao Bom Pastor para realizar medidas de controle da doença e descartar possibilidade de surto

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 27/09/2016 às 17:19
Leitura:
Foto: Fernando da Hora/JC Imagem


O Sindicato dos Agentes Penitenciários de Pernambuco denunciou pelo menos dois casos de meningite meningocócica na Colônia Penal Feminina Bom Pastor, na Zona Oeste do Recife.

Segundo o presidente do Sindicato, João Carvalho, agentes escoltaram, no último domingo (25), duas presas a um hospital. Uma delas morreu e outra está internada no hospital Correia Picanço, no bairro da Tamarineira, Zona Norte do Recife.

O Sindicato também denunciou o não repasse de antibiótico a agentes que tiveram contato com detentas infectadas, que serviria para evitar que a doença surja. A Secretaria de Saúde do Recife, no entanto, afirma que as 23 mulheres que dividiam cela com as detentas doentes e quatro agentes que ajudaram no transporte das pacientes tomaram medicamento.

A Secretaria de Saúde voltou ao local nesta terça-feira (27) para buscar casos suspeitos e reavaliar os demais casos, descartando a possibilidade de surto.

Por meio de nota, a Secretaria Executiva de Vigilância à Saúde do Recife informou que, após o caso, profissionais das Secretarias Estadual e Municipal de Saúde foram ao local para realizar as medidas de controle da doença.

Mais Lidas