DEBATE

“Todos são vítimas em potencial de violência”, diz promotor de Justiça

O debate da Supermanhã trouxe como pauta a segurança e cidadania no Estado e a violência que assola a população

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 27/09/2016 às 12:33
Leitura:





Segurança e cidadania foram os assuntos conversados durante o debate da Supermanhã desta terça-feira (27). O comunicador Geraldo Freire recebeu o neurocirurgião Gláucio Veras, o advogado Célio Avelino e o promotor de justiça Maviael de Souza e Silva.

A motivação central do debate foi porque o filho do convidado Gláucio Veras foi vítima da violência da Região Metropolitana no último dia 28 de julho. O rapaz voltava de uma festa, na Estrada de Aldeia, perto das 5h30, foi assaltado e levou um tiro na cabeça. “Quando eu cheguei no local, coloquei meu filho dentro da ambulância, levei para a UPA da Caxangá. Se eu não tivesse feito isso, ele teria morrido na hora”, contou.

O médico Gláucio Veras ainda afirmou que se a vítima não fosse filha de médico e enfermeira, como é o caso deles, ela teria morrido rapidamente. “Nós não podemos perder a indignação com certas coisas. Cidadão nenhum pode ver alguém de sua família morrendo porque não tem um pai médico e uma mãe enfermeira”, pontuou.

Atualmente, o rapaz está bem, se recuperando, fazendo fisioterapia e fonoaudiólogo. O advogado Célio Avelino e o promotor de justiça Maviael de Souza e Silva participaram da conversa dando explicações jurídicas. “No caso de quem não tem voz nem vez, é preciso que crie essa oportunidade. Infelizmente, muitos desses casos acontecem com quem não tem chance de falar”, afirmou Maviael de Souza e Silva.

Ouça o debate na íntegra:


[uolmais_audio 16008108]
[uolmais_audio 16008109]

Mais Lidas