POLÍTICA

Analistas explicam motivos da descrença da população com a política

Para esclarecer a descrença da população com a política, Ednaldo Santos recebeu o sociólogo José Arlindo Soares e o cientista político e professor da Faculdade Damas, Elton Gomes

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 30/09/2016 às 21:21
Leitura:
Foto: Jéssica/ Rádio Jornal

No Audiência Marcada desta sexta-feira (30.09), o comunicador Ednaldo Santos falou sobre a campanha política e as expectativas para as eleições do domingo (02.10). O sociólogo José Arlindo Soares e o cientista político e professor da Faculdade Damas, Elton Gomes foram os convidados do programa, que contou também com a participação do editor de Política do Jornal do Commercio, Gilvan Oliveira.

Os motivos da descrença da população com a políticaca foi um dos pontos debatidos. Na opinião de José Arlindo Soares as pessoas passaram a desacreditar da política porque as expectativas de mudanças foram frustradas. “A população vive uma depressão cognitiva”, classificou.

Na análise do professor Elton Gomes existe uma crise de representatividade em nível mundial. “Associado a isso, podemos apontar a crise econômica, o impeachment e as novas regras eleitorais como elementos que provocam um clima de desesperança”, explicou.

A respeito da ausência de financiamento empresarial nas campanhas dos candidatos, José Arlindo Soares prevê que é preciso ocorrer três eleições para sedimentar uma nova mentalidade sobre as novas regras da política. “Eu estou achando boa”, opinou. Porém, ele disse que é preciso diminuir as inserções no rádio e na televisão e promover mais debates.

Elton Gomes comentou que as novas regras acabaram com os artifícios de transformar o candidato num produto. Ele considera que as pessoas só sentiram o efeito das alterações nas regras só em 2018 com as eleições nacionais.

Eleições

Com relação à eleição no Recife, José Arlindo Soares acredita que a disputa será milimétrica para ter ou não ter o segundo turno. O sociólogo diz que a reeleição é a tônica da eleição mesmo com a descrença do eleitor. Ele revelou que “nas condições culturais do Brasil acabar com a reeleição é forma de se diminuir os gastos da máquina pública”.

No programa, José Arlindo Soares afirmou que houve um apequenamento das lideranças no pós-Eduardo Campos. Com a morte do presidente nacional do PSB e ex-governador, o atual deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB) foi pressionado por segmentos diferentes para ele ser candidato a prefeito do Recife.

O professor Elton Gomes disse que algumas lideranças não estão conseguindo se recolocar e citou como exemplo o ex-prefeito do Recife, João Paulo. Ele acredita também que o deputado federal Daniel Coelho (PSDB) deverá sair da eleição de prefeito com menos capital político.

Escute o Audiência Marcada na íntegra:

Mais Lidas