PARALISAÇÃO

Greve dos bancários continua sem data para terminar

A greve é a mais longa dos últimos 12 anos e uma nova assembleia vai ser realizada na próxima semana

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 30/09/2016 às 14:04
Leitura:
Foto: Clarissa Siqueira/Rádio Jornal



Os bancários de Pernambuco se reúnem em assembleia na próxima segunda-feira (3), na sede do sindicato, bairro da Boa Vista, área central do Recife, para definir os rumos da paralisação da categoria no Estado, que não tem prazo para terminar.

Em greve há 25 dias, os trabalhadores realizaram nesta sexta-feira (30) uma entrevista coletiva, na qual esclareceram a posição do grupo sobre o pedido de prisão feito pela Ordem dos Advogados do Brasil a presidente do sindicato, Suzineide Rodrigues.

A OAB entrou com pedido de prisão na Justiça caso o sindicato não cumpra a determinação judicial de garantir a quantidade mínima de 30% dos funcionários em atendimento nos caixas das agências.

De acordo com o departamento Jurídico da categoria, o pedido foi equivocado e ainda não avaliado na Justiça. Além disso, a OAB pediu o aumento do valor da multa por descumprimento da ordem, de R$ 10 mil para R$ 100 mil por dia.

O advogado do grupo, Gustavo Gomes, diz que o sindicato mantém os 30% dos serviços, mas não pode obrigar a categoria a trabalhar:



Os bancários pedem 14,78% de reajuste salarial, dos quais 5% são de aumento real. Os bancos ofereceram 7%, além do abono de 3.500 reais.

Mais Lidas