RÁDIO DO POVO

Projeto Rádio do Povo aporta na Vila do Buriti nesta semana

O projeto segue até sexta-feira (7), prestando serviço no bairro da Macaxeira. Confira as denúncias da comunidade

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 04/10/2016 às 19:42
Leitura:
Foto: Edilson Santana / Rádio Jornal

Durante esta semana, o projeto “Rádio do Povo” está na Vila do Burity, no bairro da Macaxeira, Zona Norte do Recife. A ação tem o objetivo de trazer algumas melhorias à comunidade que atende. Entre os serviços oferecidos, estão palestras sobre educação no trânsito com educadores da Lei Seca; de primeiros socorros, com instrutores técnicos do SAMU; atendimentos oftalmológicos; retirada da segunda via da carteira de identidade, com o Instituto de Identificação Tavaes Buril (IITB); além de prevenção do câncer de boca com o projeto de extensão da Universidade de Pernambuco (UPE) e Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC).

DENÚNCIAS

Vale lembrar que nesta segunda-feira (3), foram registradas várias denúncias e reivindicações feitas pela comunidade. Fique por dentro:

Tráfico de drogas: a população denuncia queoque deveria funcionar como um espaço para o encontro de famílias, a academia da cidade da Vila Buriti, na Macaxeira, Zona Norte do Recife, virou ponto de tráfico e consumo de drogas. O comerciário Ronaldo Alves, que mora há 43 anos na comunidade, conta que é cada vez menor o número de jovens, adultos e idosos que frequentam o local por causa da insegurança. Ronaldo Alves solicita uma ação conjunta do 11.º Batalhão da Polícia Militar e da Polícia Civil para conter a venda de drogas na localidade.


Assaltos: motoqueiros estão “colocando o terror”, na comunidade. A presidente da União dos Moradores da Vila Buriti, Ana Moraes, denuncia que os ladrões agem principalmente nas e na academia da cidade. Vítima de inúmeros assaltos, a proprietária do salão de beleza nana fechou o estabelecimento na rua ida e se transferiu para a Rua Ana, onde existe um mercadinho que tem um vigilante e transmite certa segurança. A líder comunitária reivindica policiamento a pé e motorizado.

Desativação de Poço: as lideranças comunitárias da vila buriti, na macaxeira, zona norte do recife, reclamam que a Compesa desativou um poço da localidade sem aviso prévio aos moradores. O líder comunitário Severino José de Barros, residente na Rua Ana, procurou a Compesa e foi informado que a água do poço não servia mais para o consumo humano. Com a desativação do poço, a vila passou a receber água do Açude da Prata. A partir disso, as queixas de falta de pressão viraram uma rotina. Severino reclama que a água não chega às torneiras das ruas Bertioga, Cristina Tavares, Francisco Passos e Regina, e nas travessas da Rua Regina e na Vila Esperança.

Atraso na poda: a presidente da união dos moradores da Vila Buriti, Ana Moraes, reclama que no dia 30 de julho de 2015 enviou um ofício a Roberto Gusmão, da empresa de manutenção e limpeza urbana do recife (EMLURB), solicitando a poda de árvores na comunidade e o pedido não foi atendido. A líder comunitária renovou o pedido, através do ofício (11/2016) no último dia cinco de maio, e até o momento a poda não foi executada.

Foto: Edilson Santana / Rádio Jornal


Buraco na Academia: um buraco na pista de caminhada da Academia da Cidade da Vila Buriti, na Macaxeira, Zona Norte do Recife, é um risco constante. O estudante Gleibson Malaquias cobra providências da prefeitura.

Áreas de risco: o diretor da união dos moradores da vila buriti, Adilson Moraes, solicita da Prefeitura do Recife a aplicação de geomanta na barreira que fica por trás da igreja Santa Maria, na vila. Na área de risco, que tem cerca de 50 metros de altura, residem quase 100 famílias. A dona de casa Maria Betânia Pereira, residente na 1.ª travessa da Rua Regina, 369, vila buriti, solicita da defesa civil uma inspeção na barreira que fica ao lado da residência dela.

Mais Lidas