GREVE

Bancários entram para o 28º dia de greve

A categoria anunciou que vai manter a greve por tempo indeterminado

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/10/2016 às 2:01
Leitura:
Bancada da assembleia feita pelo sindicato dos bancários nesta segunda-feira. Foto: Carol Santos/ Rádio Jornal

A greve dos bancários entra para o 28º dia nesta terça-feira (4). A decisão de manter a greve foi tomada em uma assembleia na noite desta segunda-feira (03) na sede do sindicato da categoria, na Boa Vista. Movimentos sociais e sindicais participaram do encontro em apoio a organização da paralização. Eles condenaram a ação da Ordem dos Advogados de Pernambuco (OAB- PE).

Mais informações no flash da repórter Carol Santos:

A greve segue para bater o recorde da paralização mais longa no estado, que aconteceu em 2004, quando a ação durou 30 dias. Em Pernambuco, de acordo com o sindicato, a adesão conta com 90% do efetivo. Em todo pais já são mais de 13 mil agências com as atividades paralisadas.

Conciliação

O Tribunal de Justiça do Trabalho convocou uma nova audiência de conciliação através de despacho da desembargadora Dione Furtado, que será realiza esta terça-feira (4), às 15h30. A presidente do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, Suzineide Rodrigues, representará a entidade. Também estão convocados representantes da OAB Pernambuco, da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil.

Ato

O Sindicato dos Bancários de Pernambuco vai realizar um ato de repudio contra a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PE) esta quarta-feira (05). A manifestação acontece devido ao pedido de prisão solicitado pela OAB-PE na semana passada contra Suzineide Rodrigues. O pedido foi negado no último domingo (02) pela Justiça do Trabalho.

“Por se tratar de ato restritivo de liberdade, o mesmo se figura como medida excepcional e extrema, quando nenhum dos meios de coerção existentes no ordenamento jurídico para o cumprimento da ordem judicial forem suficientes”, diz o despacho da Juíza Marina de Carvalho Milet, que considerou a medida “excepcional e extrema”. Segundo Suzineide Rodrigues, a greve ganhou a adesão de mais servidores, após o pedido de sua prisão por parte da OAB-PE.

Mais Lidas