MISSA

Familiares se reúnem em missa de sétimo dia de Luiz Otávio Soares

Bebê de um ano e nove meses morreu após ser atingido por porta de vidro em creche na Zona Sul. Missa aconteceu nesta quarta-feira (05)

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 05/10/2016 às 22:36
Leitura:
Foto: Marcela Maranhão / Rádio Jornal

A Igreja de Nossa Senhora de Fátima, no bairro de San Martin, Zona Oeste do Recife, recebeu na noite desta quarta-feira (5) a missa de sétimo dia de Luiz Otávio Santos, bebê de um ano e nove meses que morreu após ser atingido por uma porta de vidro em uma creche no bairro do Ipsep, Zona Sul da cidade. A celebração católica reuniu familiares e amigos da família em um momento de dor e saudade.

Após o encerramento da cerimônia, o avô paterno da criança, Claudemir Oliveira, criticou as últimas declarações públicas feitas pelo advogado da creche. “Ele alega que meu neto é quem teve culpa de bater na porta”, disparou. Ele disse, ainda, que espera pela punição dos responsáveis pelo ocorrido, mas que o acidente causou um dano irreparável. “Não tem dinheiro no mundo que vai trazer o nosso neto”, desabafou.

Os detalhes você conferena reportagem de Marcela Maranhão:

A missa foi celebrada pelo pároco da Igreja, o Padre Laércio, que buscou trazerpalavras de conforto à família neste momento delicado. Em um breve discurso durante a celebração, a mãe de Luiz Otávio emocionou as dezenas de pessoas que lotaram a igreja: “Nosso pranto é de saudade. E da certeza de que jamais o esqueceremos, embora não possamos mais estar junto a ele.”, falou.


O CASO

Uma porta de vidro caiu em cima do bebê Luiz Otávio, de um ano e nove meses, no berçário Uni Infantil, localizado no bairro do Ipsep, na Zona Sul do Recife. O acidente aconteceu no final da tarde do dia 28 de setembro. Luís Otávio Aquino recebeu os primeiros socorros ainda no local. Em seguida, foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Imbiribeira e transferido para o Hospital da Restauração (HR), onde ficou em coma induzido até falecer, na madrugada do outro dia (29).

Mais Lidas