CORRUPÇÃO

Prefeito de Itamaracá é um dos investigados da Operação Itakatu

Operação Itakatu investiga organização criminosa suspeita de praticar fraudes em licitações e desvio de dinheiro em empresas de coleta de lixo

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 05/10/2016 às 17:14
Leitura:
As pessoas investigadas e o material apreendido foram encaminhados ao Depatri, no
bairro de Afogados - Foto: Google Street View/ Reprodução

A Polícia Civil de Pernambuco apresenta nesta quinta-feira (6) os detalhes da Operação Itakatu, que cumpriu 13 mandados de condução coercitiva, no município de Itamaracá, na Região Metropolitana do Recife, nesta quarta-feira (5).

A operação teve a supervisão do Ministério Público Estadual e o objetivo de desarticular uma organização criminosa suspeita de praticar fraudes em licitações e desvio de dinheiro em empresas de coleta lixo.

O procurador de justiça e coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público, Ricardo Apenda Figueiroa, afirma que o prefeito e alguns secretários de Itamaracá estão entre os investigados nas fraudes.

Confira os detalhes na reportagem de Henrique Santos:

INVETIGAÇÕES

O coordenador ainda destaca como ocorreu o processo de investigação da Operação Itakatu, iniciado há cerca de seis meses. “Primeiro começou com o Ministério Público de Contas que foi feita uma investigação, um levantamento de irregularidades, e então remetido ao Gaeco, que aprofundou mais e conseguiu liminares e os mandatos através do Tribunal de Justiça diante do foro privilegiado do prefeito”, explicou.

Participaram da ação 12 servidores e dois promotores do Ministério Público e 62 policiais civis, incluindo delegados, escrivães, agentes e comissários.

Mais Lidas