Lixões de Toritama e São Caetano, ambas no Agreste, na mira da justiça

Lixões não estão se adequando à lei de resíduos sólidos

MEIO AMBIENTE

Rádio Jornal

Foto: Internet

Os municípios de Toritama e Santa Cruz, no Agreste de Pernambuco, estão na mira da justiça por não estarem de acordo com a lei de resíduos sólidos.
Apesar de haver um novo prazo para as cidades com menos de 50 mil habitantes se adequarem as regras até 2021, pouco está sendo feito. É necessário que a cada ano os municípios avancem e apresentem projetos. 

A lei diz que é obrigatória a coleta seletiva, mas não é isso que vem acontecendo. O meio ambiente e a saúde das pessoas que recolhem papelão ficam comprometidos. Os municípios alegam que o custo para adequar os lixões à nova lei é alto. 

Confira os detalhes na reportagem de Núbia Silva: 

[uolmais_audio 16026722]

Justificativa

Em São Caetano, o município consociado pelo Coniape, o processo de recuperação da área degradada vem sendo acompanhado pela CPRH, como explicou o engenheiro ambiental Marcos Rodrigues. 

O secretário de Meio Ambiente de Toritama, Manassés Santana, diz que aguarda uma lei ser aprovada na Câmara de Vereadores do município, o que não deve acontecer esse ano. 

 

TAGS

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

CONTINUE LENDO