R$ 40 mil serão gastos na limpeza de estações do Recife pichadas

Estações de metrô do Recife foram pichadas no dia 21 de setembro e ainda não há uma data para que a limpeza seja finalizada

VANDALISMO

Rádio Jornal

Foto: Clarissa Siqueira/ Rádio Jornal


Ainda não há uma data para que termine a limpeza nas estações de metrô Imbiribeira e Antônio Falcão, na Zona Sul do Recife, alvos de pichadores no dia 21 de setembro. O serviço começou na última quarta-feira (19) e é realizado todos os dias, das 8h às 17h, além do turno da madrugada. 

Cerca de 20 funcionários tentam diminuir os danos provocados pela tinta nas placas de sinalização, paredes, estruturas próximas às linhas férreas e até dentro dos elevadores que foram pichados. De acordo com a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), o serviço vai custar, em média, R$ 40 mil, dinheiro pago pela empresa terceirizada de segurança do metrô por não ter impedido o fato de ter acontecido. 

Confira os detalhes na reportagem de Clarissa Siqueira:

[uolmais_audio 16033070]

A limpeza vai ser realizada por etapas e há locais em que a manutenção é complicada por causa do acesso difícil. Enquanto isso, os passageiros do metrô se sentem incomodados com as pichações. 

Suspeitos

Na madrugada desta quinta-feira (20) um menor de idade foi apreendido e dois rapazes, de 18 e 24 anos, foram detidos em flagrante pichando os trens na estação largo da paz. De acordo com a polícia, o menor foi levado para o Departamento de Polícia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) e depois liberado. Já os dois maiores foram encaminhados para a Central de Flagrantes no bairro de Campo Grande. 

 

TAGS

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

CONTINUE LENDO