TRÁFICO INTERNACIONAL

Florianopolitano é preso com 5kg de metanfetamina trazida de Portugal

Essa é a segunda vez em menos de uma semana que a Polícia Federal prende suspeitos de tráfico de metanfetamina.

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 05/12/2016 às 9:35
Leitura:
Foto: Divulgação/Polícia Federal


Um homem foi preso na madrugada deste domingo (4) no Aeropoto Internacional dos Guararapes com 5,1 quilos de metanfetamina na mala. André das Mercês Costa, de 26 anos, é natural de Florianópolis (SC) e vinha de Lisboa (Portugal) com a droga sintética.

De acordo com policiais federais, o jovem possui antecedentes criminais por roubo e estava muito nervoso quando foi revistado. Ele carregava duas malas grandes e estava só. A bagagem passou pelo raio x e foi identificado um fundo falso com 4 embalagens suspeitas dentro.

A droga passou por um narcoteste, que resultou positivo para metanfetamina. Além da droga, foram apreendidos passagens aéreas, um passaporte, um celular.

André não colaborou com as investigações, não informou quem o contratou no Brasil para fazer a viagem até Lisboa-Portugal, nem quem foi que entregou a droga naquele país. O suspeito também não falou sobre quanto iria ganhar por estar fazendo este tipo de transporte. Se for condenado, ele pode pegar uma pena que varia de 5 a 20 anos de reclusão.

Recorrente

Foto: divulgação/Polícia Federal


Na última quinta-feira (1º), políciais federais prenderam o comerciantes Lucas Fernando Carvalho, de 26 anos, que trazia mais de 6 quilos de metanfetamina da Holanda dividios em três embalagens na mala. Segundo ele, a proposta dos traficantes que o aliciaram em Florianólis era de receber R$ 40 mil para trazer a droga.

» Comerciante é preso no Aeroporto com de 6,1kg de metanfetamina na mala

Recorde

De acordo com o chefe de comunicação da Polícia Federal, Giovani Santoro, está já é a 14ª apreensão de drogas feita no Aeroporto Internacional dos Guararapes apenas este ano. Em 2015, apenas uma pessoa foi presa no Aeroporto.

METANFETAMINA

A droga sintética é estimulante do sistema nervoso central. Ela também é conhecida como Ice, Tina, cocaína de pobre, Speed ou cristal. O seu uso é administrado cheirando, fumando ou injetando com seringas. A droga cria uma sensação falsa de felicidade e bem-estar, euforia repentina, sentimento de autoconfiança, hiperatividade e energia.

Os efeitos desta droga geralmente duram cerca de 6 a 8 horas, mas podem durar até 24 horas. Consequentemente, está associada com sérios riscos de saúde como perda de memória, agressão, comportamento psicótico, sérios danos ao coração e ao cérebro e provoca uma das dependências químicas mais difíceis de se tratar do que a maioria de outras substâncias entorpecentes.

Mais Lidas