VIOLÊNCIA

Idoso morre depois de ser esfaqueado no TI Macaxeira

Vítima fatal chegou a ser socorrida para a UPA da Caxangá, mas não resistiu aos ferimentos. Suspeito de ter esfaqueado idoso foi encaminhado para o DHPP

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 07/12/2016 às 21:38
Leitura:
Severino Barbosa da Silva, de 63 anos estava com a família quando foi esfaqueado. Foto: reprodução/facebook

Um idoso foi esfaqueado durante uma confusão, que aconteceu por volta das 18h desta quarta-feira (7), no Terminal Integrado da Macaxeira, na Zona Norte do Recife. O acusado, identificado como Wellington de Souza, de 38 anos, foi preso, de acordo com o 11º Batalhão da Polícia Militar e levado ao Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP). A vítima, Severino Barbosa da Silva, de 63 anos, foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento da Caxangá, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com testemunhas, alguns passageiros ainda tentaram linchar o suspeito, sobretudo depois de saber que o idoso havia morrido a caminho do hospital. “Um campo de guerra”, descreveu Carlos Antônio Costa, um dos despachantes do Terminal Integrado ao falar da briga. Segundo a esposa da vítima, Janaina Pereira, a família que estava a caminho do Morro da Conceição fazia uma refeição em uma lanchonete que fica no centro do terminal de ônibus quando Wellington de Sousa, que fazia uma refeição ao lado da família, cismou e acusou Severino Barbosa de ter agredido a esposa dele. Wellington de Sousa esfaqueou o idoso na frente da esposa e da filha de quatro anos.

A repórter Caroline Santos trouxe, ao vivo, no programa Movimento, com Leonardo Bóris, informações atualizadas sobre o caso, que a princípio havia sido tratado como uma tentativa de assalto. Ouça:

Wellington de Souza já tem passagem pela polícia por matar um homem com uma foice. Foto: Caroline Santos/Rádio Jornal

Revoltados com a insegurança e casos de violência no Terminal da Macaxeira, passageiros quebraram o que viram pela frente, mais de 100 pessoas se mobilizaram e destruiram o setor administrativo do local. Computadores, luminárias, placas de identificação das paradas, bancos, lixeiros e os vidros das janelas ficaram destruídos, assim como a entrada do terminal ficou bloqueada por algumas horas devido ao fogo que foi ateado em objetos e lixo. No momento da ação criminosa, o terminal estava lotado devido as festividades de Nossa Senhora da Conceição do Morro.

Confira o vídeo:

Mais Lidas