BIÊNIO

Alepe: Reeleição de Guilherme Uchoa é marcada por quebra de regimento

O presidente da Alepe, Guilherme Uchoa, está no cargo há 10 anos e recebeu 42 votos

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 12/12/2016 às 17:49
Leitura:
Foto: Acervo JC Imagem

O deputado Guilherme Uchoa (PDT) foi, novamente, reeleito presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Ele chega ao sexto mandato e estará na presidência do biênio 2017-2018. Uchoa está no cargo há 10 anos e concorreu ao cargo contra o deputado Edilson Silva (PSOL), único candidato de oposição na Casa, que recebeu apenas dois votos. Quatro parlamentares votaram em branco e um nulo.

Dos 49 deputados da casa, 42 votaram no deputado. Com 46 votos, Diogo Moraes (PSB) também foi reeleito para a primeira-secretaria. Haverá segundo turno para segunda vice-presidência entre Claudiano Martins Filho (PP) e Romário Dias (PSD).

O repórter Ravi Soares acompanhou a votação e tem os detalhes:

Confusão com cédulas

Um detalhe chamou atenção da votação. Muitos deputados marcaram com um X a cédula, mas era para pintar a bola. Isso, de acordo com o regimento interno, não pode ser considerado, e a cédula deveria ser anulada porque não estava dentro do patrão que, inclusive, é bem específico quando se refere a questão de utilizar uma caneta esferográfica preta.

Mas os deputados votaram na hora, de forma informal, e decidiram considerar as cédulas que deveriam ser anuladas.

Mais Lidas