PRISÃO

Grupo homicida é preso em Chã Grande, na Zona da Mata de Pernambuco

Os criminosos assassinaram duas mulheres, em 2005, no estado do Rio de Janeiro e teve repercussão nacional. De acordo com a Polícia Civil, a motivação do crime teria sido profissional

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 12/12/2016 às 15:25
Leitura:
Delegados do GOE, Guilherme Caraciolo e Ramom Teixeira Foto: Dvulgação/ Polícia Civil


A Polícia Civil de Pernambuco por meio do grupo de operações especiais (GOE), apresentou, nesta segunda-feira (12), os detalhes do cumprimento de cinco mandados de prisão condenatórios, sendo quatro deles por duplo homicídio e um por estupro de vulnerável.

Os homens acusados pelos homicídios foram identificados como, Cicero Célio de Lima, José Manoel dos Santos, Josilvan Valdomiro da Silva e Marcos João de Lima, todos eles foram detidos no município de Chã Grande, Zona da Mata Pernambucana.

O crime aconteceu em 2005 no estado do Rio de Janeiro e teve repercussão nacional. Na ocasião, duas mulheres foram mortas, Alexandra Xislaifer, que era proprietária de uma fazenda na cidade de Cachoeiras de Macacu, no Rio de Janeiro, e Edicléria Lins Fulco administradora do local. Os corpos das duas ainda enterrados pelo grupo. De acordo com a polícia, a motivação do crime teria sido por motivo profissional.

Confira os detalhes na reportagem de Juliana Oliveira:

Todos os acusados foram condenados por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver.

Durante a operação policial, o GOE também prendeu um homem que possuía mandado condenatório pelo crime de estupro em 2004. Durval Bezerra, de 42 anos, foi detido no bairro de Afogados, no Recife. Ele é acusado de praticar abusos sexuais contra uma criança, de 11 anos.

Todos os acusados estão no Centro de Triagem (cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife.

Mais Lidas