CRIME

Estudantes são detidos em protesto contra a PEC 55 no Recife

O grupo de cerca de 40 pessoas foi detido sob acusação de depredação do patrimônio, no Centro do Recife

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 13/12/2016 às 20:42
Leitura:
Foto: Carol Santos/Rádio Jornal

Cerca de 31 estudantes do movimento "Ocupa UFPE" foram detidos e 10 menores apreendidos na noite desta terça-feira (13), depois de protestos contra a aprovação da PEC 55, no Centro do Recife. De acordo com os advogados do Movimento Estudantil Juristas Pela Democracia eles foram acusados de depredação do patrimônio público.

Confira as informações no Flash de Carol Santos:

Confira o momento que os estudantes foram levados para a unidade móvel da Polícia Militar:

O movimento "Ocupa UFPE" divulgou uma nota sobre o ocorrido. Confira na íntegra:

"Uma grande quantidade de estudantes, secundaristas e universitários foram detidos covardemente, cerca de 50 pessoas até então, atras da Joaquim Nabuco. Pedimos que contactem todos os advogados possiveis e vão para os possiveis locais para onde eles serão encaminhados: GPCA (perto do IBGM do bairro da Boa Vista) e Central de Flagrantes na Agamenon!!!"

Foto: Carol Santos/Rádio Jornal

Nesta terça-feira (13) alguns manifestantes realizaram um protesto contra a PEC 55 e o governo do presidente Michel Temer no Centro do Recife. A concentração começou por volta das 14h da tarde, na Praça do Derby, de onde os participantes saíram em direção à Avenida Conde da Boa Vista terminando na Praça do Diário, no centro da cidade. Enquanto manifestantes realizavam o ato, vândalos aproveitaram o momento para depredar alguns bancos.

A repórter Caroline Santos detalha:

Entenda o protesto

Centrais sindicais, movimentos sociais e estudantis saíram em passeata da Praça do Derby, na área central do Recife, na tarde desta terça-feira (13), em protesto contra a aprovação da PEC 55. Eles seguem pela Avenida Conde da Boa Vista e vão até a Praça da Independência. Pela manhã, foram realizados protestos na Avenida Cruz Cabugá e na Avenida Agamenon Magalhães.

Eles estão chamando esta terça do Dia de Lutas contra a PEC 55, mas também contra a reforma do ensino médio e da Previdência. Um dos coordenadores da Central Sindical Popular com Lutas, Hélio Cabral, disse que a PEC foi apenas o primeiro projeto significativo pelo governo Temer.

Confira os detalhes no flash de Ravi Soares:

Mais Lidas