FATALIDADE

Apontados como responsáveis por morte de garoto italiano responderão em liberdade

O garoto italiano Matteo Melaragni, de 4 anos, morreu em maio deste ano após cair do 21º andar do condomínio onde morava com a família

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 14/12/2016 às 15:43
Leitura:
Foto: Reprodução/ TV Jornal

Depois de sete meses, a Polícia Civil de Pernambuco concluiu o inquérito que investigou a morte do garoto Matteo Melaragni, de 4 anos. O menino caiu do 21º andar do condomínio em que morava com a família em Boa Viagem, Zona Sul da capital, no dia 30 de maio deste ano.

O inquérito apontou seis pessoas responsáveis pela morte do menino: Luiz Gonzaga Ferreira da Silva, Wanessa Toscano Cavalcanti, Adelmo Gomes da Silva, Simone Patrícia Vasconcelos de Almeida e Sergio Roberto Cavalcanti Ribeiro. Todas elas ligadas às duas empresas de fabricação e prestação de serviço em rede de proteção.

O delegado Carlos Couto, titular da Delegacia de Boa Viagem, detalha o resultado da investigação.

Confira os detalhes na reportagem de Suellen Fernandes:

Cinco dessas pessoas são sócias da empresa Redecorda Indústria, localizada na Paraíba e que fabrica redes de proteção. E o instalador do material Alex Antônio da Silva, da empresa Telainox, que fica no Recife, também responde ao inquérito. Eles vão responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, por negligência.

A investigação aponta ainda falhas na instalação da rede de proteção, indicadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), como apontou o delegado Carlos Couto.

Matteo era natural da Itália, assim como os pais e o irmão mais novo. Os acusados vão responder o caso em liberdade.

Mais Lidas