CENTRO DO RECIFE

Após protestos e confusão, clima é tenso na Avenida Conde da Boa Vista

A Polícia Militar disse que vai reforçar o policiamento na Avenida Conde da Boa Vista e em outras partes do centro do Recife

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 14/12/2016 às 15:11
Leitura:
Após tumulto na Conde da Boa Vista, clima é de medo
Foto: Ravi Soares/ Rádio Jornal

Após a confusão que tomou conta da Avenida Conde da Boa Vista nessa terça-feira (13), o centro do Recife volta a registrar clima de tensão, na tarde desta quarta-feira (14). Muita correria em um dos principais corredores de ônibus da capital Pernambuco e lojas fecharam as portas com medo de que as cenas de terça-feira se repetissem.

De acordo com populares, o que aconteceu foi um arrastão que começou entre a Rua Imperatriz e também a Rua Sete de Setembro.

Segurança foi reforçada após arrastões em Afogados
Foto: Cortesia

Quando a confusão começou, os policiais militares entraram na Rua Sete de Setembro, mas não há mais policiamento na Avenida Conde da Boa Vista.

PM nega arrastões

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Militar, houve correria na Avenida Conde da Boa Vista, no centro do recife, no início da tarde, mas não foi registrado nenhum assalto.

No bairro de Afogados, a PM foi acionada para um arrastão na Estrada dos Remédios, mas ao chegar ao local a ocorrência não foi confirmada. Em relação a Jaboatão dos Guararapes, informações de ouvintes davam conta de arrastões em Prazeres e Cavaleiro, mas o fato não foi confirmado pela PM.

Ainda segundo a PM, o policiamento vai ser reforçado na Avenida Conde da Boa Vista e em outras partes do centro da cidade.

Confira os detalhes nos flashs de Ravi Soares:

Manhã pós-protestos

Foto: Juliana Oliveira/ Rádio Jornal

Ainda na manhã desta quarta-feira, o cenário na Avenida Conde da Boa Vista, principal corredor viário do Recife, era de destruição. Logo cedo foi possível observar alguns comerciantes tirando pedras e pedaços de madeira das calçadas de estabelecimentos comerciais que foram alvos de vandalismo após um grupo de manifestantes, que protestavam contra a aprovação da PEC 55 que limita o teto dos gastos públicos, promoverem um arrastão na cidade.

A ação aconteceu no início da noite da terça-feira (13) e causou pânico na população que passava pelo local. Dona Maria Solange, estava no prédio onde mora, na Boa Vista e ficou assustada com o que viu.

Juliana Oliveira tem detalhes:

Três agências bancárias tiveram as portas de vidro quebradas, caixas eletrônicos foram danificados lojas, paradas de ônibus e até uma igreja também foram alvos dos manifestantes.

O ambulante Alexandre Nascimento que tem um comercio no centro da cidade, diz que nem a presença de homens do exército intimidou o grupo.
Ainda de acordo com moradores e comerciantes do local, a Polícia Militar precisou disparar tiros de bala de borracha para conter os vândalos.

Mais de cinquenta pessoas foram detidas pelos militares e encaminhadas a central de plantões no bairro de campo grande, no recife. Já os adolescentes foram apreendidos e levados para o Departamento de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

As agências bancárias atingidas pelo vandalismo permanecem fechadas durante esta quarta-feira (14).

Mais Lidas