SAÚDE

Secretário de Saúde do Recife detalha ações de combate às arboviroses

Jaílson Correia participou de entrevista com Leonardo Bóris, no programa Movimento desta terça-feira (13)

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 13/12/2016 às 23:36
Leitura:
Foto: Arquivo/JC Imagem

Foi lançado no dia 30 de novembro, pela Prefeitura do Recife, o plano de enfrentamento às arboviroses para o ano de 2017. A estratégia envolve 20 pastas do município e engloba 81 ações. O prefeito do Recife, Geraldo Júlio, também assinou a renovação do decreto de situação de emergência - por conta da infestação do Aedes aegypti, por 180 dias. Para abordar o assunto e detalhar as ações do município em relação ao combate às arboviroses, o secretário de saúde do Recife, Jaílson Correia, concedeu entrevista ao comunicador Leonardo Bóris, no programa Movimento desta terça-feira (13).

Ouça a entrevista, na íntegra:

Para o secretário, o engajamento e envolvimento da sociedade ainda precisa ser ampliado. Ele destacou que as arboviroses são um problema permanente e, portanto, os trabalhos precisam ter continuidade e, quando necessário, ser intensificados. Jaílson Correia explicou que, com a chegada do verão na capital pernambucana (caracterizado por chuvas intercaladas com altas temperaturas), aumentam as chances de eclosão dos ovos colocados pelo mosquito e, consequentemente, de transmissão das doenças.

Correia esclareceu, ainda, que cerca de 60% dos bairros do Recife tiveram um resultado considerado sob controle (menos de 1% dos domicílios positivos para as larvas do mosquito). Apesar dos números, a transmissão ainda ocorre de forma importante em outros bairros. Nos bairros da área central da cidade, de acordo com o secretário, está concentrado um número significativo de pessoas doentes. Outros locais onde a população de mosquitos é preocupante são: Casa Amarela (Alto José Bonifácio), na Zona Norte do Recife; Várzea, na Zona Oeste, Ibura, Jordão e Cohab, na Zona Sul.

Mais Lidas