JUSTIÇA

Justiça determina bloqueio de contas das associações de PMs

Caso o valor encontrado nas contas das associações de policiais militares seja insuficiente a R$100 mil o Estado fica autorizado a reter os valores proporcionais dos repasses da contribuição sindical

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 15/12/2016 às 21:29
Leitura:
Foto: Diego Nigro / JC Imagem

A Justiça do Estado determinou, nesta quinta-feira (15), a pedido do Estado de Pernambuco, o bloqueio judicial de R$100 mil das contas bancárias da Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados Policiais e Bombeiros Militares (ACS), da Associação de Praças dos Policiais e Bombeiros Militares de Pernambuco (Aspra-PE), Associação de Bombeiros Militares de Pernambuco (ABM-PE) e da Associação dos Militares Estaduais (AME).

O valor está sendo cobrado porque as quatro associações de policiais militares descumpriram decisão judicial, se reunindo na Praça do Derby, área central da cidade, na última sexta-feira (09). Apesar do desembargador José Fernandes de Lemos estipular na quarta-feira (07), uma multa diária de R$100 mil caso as associações realizassem reunião ou assembléia para patrocinar a deflagração de greve ou qualquer outro movimento que comprometesse o serviço público de segurança.

» Presidente da Associação de Cabos e Soldados é preso em assembleia

» PM e Bombeiros descartam greve, mas vão manter operação padrão

Caso o valor encontrado nas contas das associações seja insuficiente, na segunda página do despacho, o desembargador do Tribunal de Justiça de Pernambuco informa que o Estado fica autorizado a reter os valores proporcionais dos repasses da contribuição sindical, que é descontada dos policiais militares no contracheque e repassadas às associações.

MEDIDAS

O governador Paulo Câmara anunuciou nesta quinta-feira (15) duas medidas para evitar que os PMs saiam das ruas. A primeira foi interromper as férias desses profissionais, e a segunda poderá punir os policiais que não cumprirem o Programa de Jornadas Extras (PJEs) poderão ser presos.

» PE recebe reforço das Forças Armadas na segurança da RMR

A ACS emitiu nota afirmando que vai entrar com uma representação no Ministério Público de Pernambuco contra o secretário de Defesa Social Ângelo Gioia e o comandante geral da corporação Carlos D'Albuquerque.

Mais Lidas