DESVIO DE DINHEIRO

Operação da Polícia Federal em Foz do Iguaçu cumpre mandados no Recife

Ação conjunta da Polícia Federal com o Ministério Público investiga desvio de dinheiro em obras de pavimentação

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 15/12/2016 às 7:21
Leitura:
Foto: Arquivo/Agência Brasil


A Polícia Federal e o Ministério Público Federal deflagraram a quinta fase da Operação Pecúlio na manhã desta quinta-feira. A ação pretende desarticular um grupo de pessoas voltadas para a prática de irregularidades na administração pública do município de Foz do Iguaçu, no Paraná, e na Câmara Municipal da cidade.

Cerca de 150 policiais federais estão cumprindo 78 mandados judiciais, sendo 20 de prisão preventiva, 8 de prisão temporária, 11 de condução coercitiva e 39 de busca e apreensão em residências e locais de trabalho dos investigados e em empresas supostamente ligadas ao grupo criminoso em Foz do Iguaçu, Curitiba, Cascavel, Maringá, Pato Branco, Cidades do Paraná, além de Brasília e aqui no Recife. O balanço da operação vai ser apresentado pela Polícia Federal ainda nesta manhã.

No Recife, o alvo foi um engenheiro civil da Odebrecht de 45 anos, que não teve a identidade revelada. Ele foi conduzido coercitivamente para a sede da Polícia Federal na capital pernambucana e vai prestar depoimento. Em seguida, o engenheiro será liberado.

Além da condução coercitiva, a Polícia Federal realizou buscas e apreensão na casa dele, no bairro de Boa Viagem. O homem é natural de Vitória, no Espírito Santo, e tem ligações com a empresa Vital Engenharia Ambiental, que pertence ao grupo Queiroz Galvão.

PREJUÍZOS

Somente em algumas obras de pavimentação no município de Foz do Iguaçu/PR, foram constatados prejuízos de aproximadamente R$ 4,5 milhões, sem contar o prejuízo potencial em razão da péssima qualidade das obras. As ordens judiciais foram expedidas pela 3ª Vara da Justiça Federal de Foz do Iguaçu/PR.

Mais Lidas