FEMINICÍDIO

Acusado de matar companheira ao empurrá-la contra ônibus é julgado

Ângelo Máximo de Souza vai a julgamento pela morte da professora Maria de Lourdes Pereira Duarte em setembro de 2014

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 16/12/2016 às 11:43
Leitura:
Foto: Rafael Carneiro / Rádio Jornal


Com mais de dois anos da morte da professora Maria de Lourdes Pereira Duarte, o ex-namorado e eletricista industrial Ângelo Máximo de Souza vai a julgamento, com júri popular nesta sexta-feira (16). Ele será julgado por homicídio duplamente qualificado.

Para mais detalhes confira a reportagem de Rafael Carneiro:

Os jurados escolhidos por sorteio, cinco mulheres e dois homens, acompanham o julgamento, o qual teve a presença dos familiares, que fizeram protesto no salão do júri pedindo justiça.

» Amigas de professora morta pelo namorado após ser arremessada contra ônibus pedem justiça

A sentença está prevista para sair ainda nesta sexta-feira.

FEMINICÍDIO

De acordo com o Ministério Público de Pernambuco, a vítima, então com 38 anos, caminhava na calçada, junto ao companheiro, quando foi empurrada por ele após uma discussão. Ela foi arremessada contra um ônibus que passava no momento. O casal mantinha um relacionamento amoroso conturbado. Eles estavam juntos há cerca de um ano. O crime ocorreu na noite do dia 24 de setembro de 2014.

Mais Lidas